Processor se torna a primeira AIx Company do Brasil

Companhia gaúcha se reposiciona para oferecer consultoria para inteligência artificial
"Entendemos que mais de 20% de nossos clientes ainda neste ano desenvolverão projetos conosco que incluem uso de AÍ em seus negócios. E para o futuro isto só vai crescer", projeta Leite

Com 36 anos de atuação, a Processor dá um importante passo no mercado ao trazer a Inteligência Artificial para o centro do negócio, posicionando-se como a primeira AIx Company do país. Referência em cloud computing, business solutions e cybersecurity, a empresa, liderada por César Cavalheiro Leite, orienta a atuação de suas pessoas, processos e cultura organizacional à IA. "Nós trabalhamos para somar. E esse amplo crescimento do uso da Inteligência Artificial nos negócios chega para complementar a inteligência humana. Em outras palavras, acreditamos que o futuro não seja ditado pelo 'ou isso, ou aquilo', mas pelo 'e'.Dessa forma, trazemos o futuro para o presente dos negócios e garantimos maior produtividade, segurança e crescimento para as companhias", analisa o CEO e fundador da empresa gaúcha, por meio de nota.

Neste ano, com a nova abordagem de mercado, a Processor pretende acelerar muito, estimando um crescimento ainda mais significativo de mercado, em linha com o potencial das novas tecnologias priorizadas pela empresa junto a seus clientes. "Entendemos que mais de 20% de nossos clientes ainda neste ano desenvolverão projetos conosco que incluem uso de AÍ em seus negócios. E para o futuro isto só vai crescer", projeta Leite. Ele acrescenta que ser a primeira AIx Company do Brasil é o resultado do que a empresa construiu até o momento, mas também é uma responsabilidade. "Assumimos, assim, um compromisso com os nossos clientes e parceiros para impulsionar ainda mais as pessoas e as organizações", observa.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 19 Mai 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/