Hoje é segunda-feira

A questão está no modo de encará-la e como vivenciá-la
A segunda é tão abençoada como todos os outros seis dias da semana

Dia desses me deparei com um artigo, não científico, em que o autor discorria sobre um estudo europeu que sugeria uma maior propensão dos trabalhadores do mundo todo a terem um grau de cortesia menor nas segundas-feiras, em comparação a outros dias da semana.

Confesso que não fiquei surpreso. As segundas-feiras, sim, são dias um tanto mais cansativos e contra fatos não há argumentos. Iniciamos a semana após termos passado por uma sexta-feira com happy hour entre amigos, um sábado de festa de casamento, batizado, formatura ou praia e um domingo de almoço em família, sem um horário fixo para levantar – e sem, é claro, a ligação do cliente para atender.

O fim de semana é o momento em que estamos relaxados e, ao iniciarmos a semana, precisamos de um ponto de partida para começarmos a rotina. Logo, a segunda-feira pode ser realmente cansativa. Porém, em alguns casos, isso pode passar do limite.

De cansativo pode evoluir para um grau de pouca produtividade, de ansiedade ou até de grosseria com os colegas dentro das organizações, como sugere o tal levantamento que li em artigo. Aí é que mora o perigo!

Se essa linha for demasiadamente ultrapassada, é hora de repensar não apenas a segunda-feira, mas o trabalho que se desenvolve e que inicia com esse primeiro dia útil. Para o profissional que se vê nesta situação, é preciso bastante honestidade consigo mesmo. Será que é a segunda-feira que não lhe agrada? Ou seria a atividade, o local de trabalho, a área de atuação ou a empresa que não estão mais gerando entusiasmo?

Afinal, se não tivéssemos a segunda, teríamos uma terça-feira pela frente, que igualmente seria o primeiro dia útil da semana. Será que ela seria diferente se fosse o primeiro dia para execução das atividades profissionais? Essa análise é necessária para que sua produtividade não seja comprometida no trabalho e que as relações pessoais continuem saudáveis.

Afinal, não é legal encontrar um colega no início de semana que distribui patadas a torto e a direito. Mas não dá para tapar o sol com a peneira. A segunda-feira é um dia cansativo. Logo, dá para deixá-la mais leve para o público interno. Algumas dicas simples podem ajudar as empresas a tomarem essa dianteira. Por exemplo: o ideal é não criar atividades que exijam concentração. O cansaço acaba roubando a cena.

Treinamentos e reuniões nas primeiras horas do dia também não são bem-vindos – poderiam ser agendados à tarde. As empresas podem aproveitar esse período para incentivar os funcionários a fazerem suas agendas semanais, relacionarem o que está em aberto e programarem atividades operacionais.

Outra dica é fazer eventos motivacionais. Um café da manhã descontraído, uma confraternização dos aniversariantes do mês ou uma ação criativa de comunicação interna vão bem – sem, é claro, precisar dizer: "Hoje é segunda-feira". O melhor é deixar claro que está começando uma semana de oportunidades.

Creio eu que uma segunda-feira é tão abençoada como todos os outros seis dias da semana. A questão está no modo de encará-la e como vivenciá-la. É a isso que os profissionais precisam se ater e é nisto que as empresas devem focar quando esse assunto surgir em suas pautas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 28 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/

No Internet Connection