Empresas de tecnologia financiam sede para Instituto Caminho de Davi

Projeto social que atende 600 crianças tem o objetivo de combater analfabetismo funcional por meio de experiências literárias
O prédio com 1,2 mil metros quadrados foi projetado para ser um espaço lúdico dedicado à contação de histórias, com auditório, sala de informática, refeitório e uma biblioteca com três mil títulos infantis

O Instituto Caminho de Davi, que atende 600 crianças de 5 a 10 anos de escolas públicas, acaba de ganhar um novo endereço, no bairro Portão, em Curitiba. O prédio com 1,2 mil metros quadrados foi projetado para ser um espaço lúdico dedicado à contação de histórias, com auditório, sala de informática, refeitório e uma biblioteca com três mil títulos infantis. As salas são temáticas e decoradas com pinturas de personagens literários nas paredes, além de grandes esculturas que estimulam a imaginação dos pequenos. A nova sede foi patrocinada pelas empresas Neoconsig, Alias Tecnologia e UseMais, que são parceiras da iniciativa. O projeto foi idealizado pela professora Patrícia Walger, que trabalha com a formação de leitores. "O Instituto Caminho de Davi surgiu há um ano e meio para combater o analfabetismo funcional por meio de experiências literárias. Comecei despertando o desejo da leitura em crianças de escolas públicas em Almirante Tamandaré. O projeto cresceu e agora temos um espaço próprio para receber essas crianças e expandir ainda mais para novos alunos", orgulha-se a professora.

Patrícia é formada em História pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e pós-graduada em Educação Infantil pela Faculdade Curitiba. Atua na área da educação há 32 anos, especializou-se e dedicou grande parte da sua carreira à alfabetização de crianças do ensino fundamental I. "A leitura é parte importante na formação e processo de aprendizado de cada cidadão. As estimativas sobre analfabetismo funcional no Brasil mostram dados alarmantes, com estudos que apontam que cerca de 29% da população brasileira é analfabeta funcional, ou seja, lê, mas não compreende o que tem impacto direto no futuro das pessoas e na sociedade. A ideia do projeto é agir positivamente na raiz do problema para que possamos mudar vidas", destaca.

O instituto atua de forma itinerante, levando o projeto de formação de leitores para dentro das escolas e projetos sociais, especialmente em áreas carentes e de vulnerabilidade social. "Com a nova sede, além do atendimento nas escolas, iremos proporcionar atividades para as crianças dentro do instituto, transportando-as para um espaço mágico, repleto de recursos lúdicos e capaz de transformar a leitura em uma experiência ainda mais prazerosa", afirma Patrícia. De acordo com Fernando Weigert, CEO da Neoconsig, uma das empresas apoiadoras, o Instituto Caminho de Davi é uma forma de construir pontes com crianças que necessitam deste incentivo. "Formar futuros pensadores, pessoas conscientes e, consequentemente, com mais oportunidades faz parte dos nossos valores e propósitos como empresa e como cidadãos", diz. Ele convida empresas que queiram adotar o projeto em suas comunidades a preencher o formulário no site https://caminhodedavi.com.br/ou enviar e-mail para contato@caminhodedavi.com.br.

Veja mais notícias sobre Negócios do SulParaná.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 23 Fevereiro 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/