Twitter alinha nova marca X à estratégia disruptiva de negócio de Musk

Luciano Deos, CEO da consultoria de marca e experiência Gad, destaca os três pontos mais importantes do rebranding
"Podemos ter certeza de que, daqui alguns meses, o X vai estar totalmente incorporado, confirmando que o rebranding foi mais uma iniciativa corajosa e disruptiva de Musk", aposta Deos

A nova marca do Twitter, agora chamado X, tem causado muita polêmica desde o seu anúncio, com opiniões diversas. Mas para o especialista em marca Luciano Deos, CEO da consultoria de marca e experiência Gad, o rebranding está alinhado a uma mudança disruptiva na estratégia de negócio do empresário Elon Musk e deve confirmar o brilhantismo da trajetória de sucesso do empresário. "Marca é negócio. Quando uma empresa deve mudar uma marca? Quando há uma mudança significativa na estratégia de negócio. Portanto, Musk está deixando muito claro, com esta mudança de marca, que ele está transformando o Twitter em um outro negócio: um super aplicativo no modelo do chinês WeChat, que é uma plataforma de infinitas interações, sejam financeiras, sociais, de ideias, de conteúdo, imagens e vídeos", defende Deos.

Outro ponto é que, em termos de escolha de naming, a mudança faz muito sentido na história e no conjunto de negócios do empresário, que já havia mudado o nome corporativo do Twitter para X Corp no começo do ano. "Todo empreendedor que se move por seus motivos próprios, mas que, fundamentalmente, é muito arrojado, traz em si a capacidade de fazer movimentos mais disruptivos. E esse é mais um movimento disruptivo de Musk e um alinhamento dessa marca e desse negócio com os outros empreendimentos dele, como o Space X, o carro Tesla Model X e o pioneiro banco digital X.com, rebatizado como PayPal", comenta o especialista, reforçando que o novo nome também gera um distanciamento da rede criada pela Meta, o Threads.

O terceiro destaque é que a mudança de uma marca digital é muito diferente da que ocorre em um negócio físico. "O rollout [lançamento de algum produto, que é feito através de uma campanha publicitária, ou de uma estratégia de marketing] de mudança de uma marca digital é basicamente apertar um botão. Não é preciso mudar centenas de milhares de lojas, de produtos ou de fábricas. O rebranding é estratégico, simples e brilhante. E muito mais fácil e 'barato', já que gera muita mídia espontânea e engajamento, com um custo muito baixo. Podemos ter certeza de que, daqui alguns meses, o X vai estar totalmente incorporado, confirmando que o rebranding foi mais uma iniciativa corajosa e disruptiva de Musk", aposta Deos.

Veja mais notícias sobre MarketingBranding.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 21 Julho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/