Brasil cria 240 mil empregos em abril

O Paraná se manteve como o maior empregador do Sul
No total, a região Sul abriu 45.001 novos postos de trabalho em abril

O Brasil fechou o mês de abril com saldo positivo de 240.033 empregos com carteira assinada. O balanço é do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged) divulgado pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). O resultado de abril decorreu de 2.260.439 admissões e de 2.020.406 desligamentos. O Paraná se manteve como o maior empregador do Sul e o terceiro maior do país, com 87.838 vagas com carteira assinada abertas no primeiro quadrimestre do ano. Quarto estado em número de habitantes no país, já é o terceiro mês seguindo em que o Paraná fica no pódio do mercado de trabalho brasileiro, atrás apenas São Paulo (287.968) e Minas Gerais (113.971), que são mais populosos. Os dados do Caged revelam ainda que, na região Sul, Santa Catarina teve um saldo de 79.869 postos de trabalho e o Rio Grande do Sul chegou a 69.594 novas vagas entre janeiro e abril.

Com exceção de Alagoas, que teve saldo negativo de 13.182 vagas, todos os estados brasileiros tiveram alta no mercado de trabalho no período, com o país acumulando 958.425 novas vagas. O saldo acumulado no quadrimestre é resultado da diferença entre as 716.086 admissões e os 628.248 desligamentos no período. O Paraná teve um bom desempenho em todos os meses do ano, com 19.020 vagas abertas em janeiro, 32.735 em fevereiro, 18.051 em março e as 18.032 vagas abertas em abril, de acordo com os dados com ajuste do Caged. O Paraná ultrapassou o Rio de Janeiro e passou também para a terceira posição nacional em abril, com 18.032 postos gerados no mês, mais uma vez atrás apenas de São Paulo (76.299) Minas Gerais (25.868) e à frente dos demais estados do Sul, com o Rio Grande do Sul abrindo 13.512 novas vagas e Santa Catarina, 13.457. No total, a região Sul abriu 45.001 novos postos de trabalho.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 21 Julho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/