Saiba como doar para as vítimas da enchente no RS

Pix do SOS Rio Grande do Sul já arrecadou mais de R$ 100 milhões
Estado instituiu no domingo comitê que gerencia e fiscaliza recursos da conta oficial para auxiliar vítimas da enchente

No meio da tarde desta terça-feira (14), o valor de doações via Pix do SOS Rio Grande do Sul para vítimas das enchentes chegou a R$ 101,3 milhões (veja abaixo como doar). A marca foi alcançada 12 dias depois de iniciada a campanha idealizada pelo governo do Estado e conduzida, também, por um grupo de entidades privadas. Como a decisão do Comitê Gestor foi de conceder R$ 2 mil para cada beneficiado, cerca de 50 mil famílias atingidas pela tragédia meteorológica receberão esse valor. Em razão da necessidade de acelerar a chegada de recursos às vítimas de enchentes, o critério de distribuição começará pelas áreas mais afetadas que já tenham condições de iniciar o processo de recuperação e reconstrução. O Departamento de Economia e Estatística (DEE), vinculado à Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG), identificará os municípios que atendam a esses critérios, a partir de mapeamento da área afetada pelas enchentes.

O Decreto nº 57.601 institui o comitê gestor da conta SOS Rio Grande do Sul. O grupo, formado por entidades públicas e privadas, será responsável por definir ações, medidas e critérios de distribuição das doações destinadas às vítimas das enchentes e arrecadadas pela chave Pix do canal. A conta, vinculada ao Banrisul, é a mesma utilizada no ano passado, quando as chuvas causaram estragos significativos no Estado durante o mês de setembro, em especial nas cidades do Vale do Taquari. Com o canal oficial de doações, o governo centraliza a ajuda financeira, fornece segurança aos doadores e amplia a transparência da alocação do dinheiro, uma vez que a movimentação dos recursos passará por auditoria e fiscalização do poder público (veja abaixo como doar).

O comitê gestor é formado pelos gabinetes do governador e do vice, pela Procuradoria-Geral do Estado, pela secretaria de desenvolvimento econômico, Casa Militar, Secretaria de Logística e Transportes, Secretaria do Desenvolvimento Social, Secretaria da Habitação e Regularização Fundiária, Associação dos Bancos no Estado do Rio Grande do Sul, Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), Central Única das Favelas (Cufa), Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul (FCDL-RS), Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs), Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado do Rio Grande do Sul (Fecomércio), Fundação Marcopolo, Instituto Elisabetha Randon, Lions Club, Rotary Club, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/RS),  Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS), Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional RS (OAB/RS) e Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (Fetag-RS).

Veja mais notícias sobre BrasilRio Grande do Sul.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 25 Mai 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/