Plano de expansão do Mercado Livre contempla região Sul

Multinacional informou que fará R$ 23 bilhões em investimentos para a abertura de centros de distribuição, sendo um deles em Porto Alegre
A expectativa é de que o quadro da empresa no país chegue a 30 mil funcionários, caso se concretize a expectativa de mais de 6,5 mil este ano

O Mercado Livre, empresa voltada ao comércio eletrônico, anunciou R$ 23 bilhões em investimentos nas operações planejadas para o Brasil este ano. O número foi apresentado pelo CEO da empresa, Fernando Yunes, ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, durante a reunião realizada no Palácio do Planalto. A expectativa é de que o quadro da empresa no país chegue a 30 mil funcionários, caso se concretize a expectativa de mais de 6,5 mil este ano. O aporte bilionário contemplará a criação de três novos centros de distribuição: um em Brasília, outro em Pernambuco e um em Porto Alegre.

O CEO da empresa no Brasil, Fernando Yunes, afirmou que o país representa cerca de 52% da receita líquida total do negócio na América Latina. Além disso, o investimento revela a confiança no potencial de desenvolvimento do Brasil. "O Mercado Livre é uma plataforma de vendas, com 3 milhões e 300 mil vendedores por ano, e tem uma fintech, que é o Mercado Pago. Então acaba sendo um motor de empreendedorismo e formalização. Foram mais de 200 mil CNPJs abertos nos últimos 2 anos de vendedores e hoje mais de 1 milhão de famílias vivem tendo como sua principal renda o Mercado Livre", afirmou Yunes.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 25 Junho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/