Sidebar Menu

Agilidade nos negócios exige aceitar mudanças, aconselham executivos

Velocidade vem de uma era da ciência na qual as evoluções foram pautadas pela sede de conhecimento, pelo teste de hipóteses e por tentativas e erros
Segunda edição do XTalk teve participação de CEO da Fundacred e heads da AES South America e Banco Carrefour

Ser ágil, à primeira vista, pode significar apenas ser veloz. Mas, no contexto dos negócios, traz um conceito muito mais amplo, sobretudo quando transformação digital está em plena aceleração. Isto é: inclui aceitar mudanças de cultura, de mentalidade e de estratégias, principalmente durante a pandemia, que tem exigido uma rapidez inédita na tomada de decisões. Esses temas estiveram na pauta da segunda edição do XTalk BriviaDez, transmitido na quinta-feira (28). O evento on-line teve a participação de Nivio Delgado (CEO da Fundacred), Renan Morais (Digital Delivery Manager da AES South America) e Andrey Varella (head of Design do Banco Carrefour). A mediação foi de Roberto Ribas, Chief Strategy Officer (CSO) da BriviaDez.

Para Varella, a agilidade vem de uma era da ciência na qual as evoluções foram pautadas pela sede de conhecimento, pelo teste de hipóteses e por tentativas e erros. "Quando falamos numa mudança de mindset, falamos em aceitar a nossa ignorância. Questionar verdades antigas, aprender algo que não sabemos. Isso foi o princípio da ciência. Quando temos essa consciência, conseguimos mudar nossos processos, fazer experimentação contínua e melhorar o trabalho. Sem isso, a empresa nunca será ágil", afirmou. O head of Design do Banco Carrefour destacou ainda a importância de ter empatia durante o processo de transformação. "A mudança será diferente para diferentes áreas, pessoas e empresas. E precisamos ser empáticos com aqueles que estão tendo o contato com isso pela primeira vez", ressaltou. Segundo ele, há uma necessidade de que todos tenham uma visão clara do que é preciso fazer.

Implementar essas mudanças para que a companhia seja ágil traz à tona uma série de desafios. E a superação deles, muitas vezes, começa no olhar para dentro da empresa, como relata Nivio Delgadi. Em sua experiência à frente da Fundacred, o CEO apontou o foco no propósito da organização para nortear o processo. "O propósito fez com que tivéssemos uma atitude mental de mudar, de ter de entregar o melhor para a sociedade no que fazíamos. Não vamos conseguir entregar valor sem saber o que temos em casa", apontou. O executivo reforçou ainda a diferença entre agilidade e velocidade. "Uma empresa ágil tem capacidade de se adaptar. Não necessariamente com velocidade, mas com eficiência de fazer o jeito certo e eficácia de tomar a atitude certa", aconselhou Delgado, ressaltando também a importância do envolvimento dos funcionários nessa construção.

Reinvenção para adaptação

A pandemia do novo coronavírus tem exigido muito mais dessa agilidade nas empresas, que precisam se adaptar ao cenário. Para Renan Morais, o momento é também um catalisador para inovações. "Tivemos de nos reinventar com o uso de ferramentas novas e uma colaboração mais virtual, com todo mundo em sua casa. E tem funcionado muito bem", contou o head da AES South America. Morais acrescentou que o êxito dessas plataformas deve torná-las perenes após a crise, considerando a manutenção do nível de qualidade nas entregas. "Esse ambiente nos traz o desafio da adaptabilidade. E as empresas verdadeiramente ágeis são aquelas capazes de entender o contexto atual onde estão inseridas, ainda mais agora na pandemia", pontuou.

Na mediação da live, Roberto Ribas avaliou que a transformação digital não é mais uma novidade dos negócios, mas se tornou compulsória com a chegada da Covid-19. "Esse momento requer muito mais agilidade em metodologia, cultura, estratégia, pessoas", reforçou o CSO da BriviaDez, salientando que um grande acelerador desse processo é "uma clareza do porquê: do que é o valor da empresa e para onde essa organização está indo".

O terceiro encontro do XTalk será em junho, tendo como tema "A transformação digital no setor público". Um dos participantes confirmados é Eliel Allebrandt, managing director e key account director da BriviaDez, executivo à frente da expansão da agência em Brasília. 

Veja mais notícias sobre GestãoCoronavírus.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 05 Julho 2020

Imagem do Captcha


Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/

No Internet Connection