Floripa Mais Tec deve impactar 30 mil moradores da capital

Iniciativa capacita gratuitamente jovens e adultos para o setor de TI
O último mapeamento realizado pela Acate mostra que o estado precisa formar mais de 34 mil profissionais até 2025

Mais de 30 mil pessoas devem ser impactadas na segunda edição do programa Floripa Mais Tec que a prefeitura de Florianópolis, em parceria com o Senai, Sebrae/SC e Acate, lançou na quarta-feira (23) durante o Startup Summit (foto). A estimativa leva em conta estudantes e docentes dos anos finais do ensino fundamental da rede pública municipal e jovens e adultos que passarão por cursos de letramento digital e formações profissionais focadas nas tendências do mercado, habilidades e ferramentas utilizadas por profissionais do setor de TI, tudo isso, gratuitamente. As inscrições para participar do programa seguem até o dia 21 de outubro, quando os inscritos se reúnem no evento Floripa Mais Tec Summit, que ocorre no Senai da Grande Florianópolis, para conhecer detalhes de como vai funcionar a edição 2023. As inscrições podem ser feitas através deste link.

A iniciativa do Floripa Mais Tec deu tão certo que outras cidades já replicam o mesmo modelo, lembra o diretor-regional do SenaiI, Fabrizio Machado Pereira. "Outros municípios, como Canoinhas, Tubarão e Içara, já conduzem programas como este da capital", contou Pereira. "O último mapeamento realizado pela Acate mostra que precisamos formar mais de 34 mil profissionais até 2025 para atender à demanda apenas em Santa Catarina. A cada três profissionais formados em TI, dois ficam atuando no setor. Os demais, são inseridos em outros segmentos da economia. A formação deve começar cedo, pois sem letramento digital teremos profissionais incapazes de atender o mercado de trabalho", aponta Moacir Marafon, vice-presidente de talentos da associação.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 25 Mai 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/