Ásia deverá produzir metade da eletricidade global até 2025

China será responsável por cerca de metade do crescimento das energias renováveis nos próximos três anos
Espera-se que mais de 70% do crescimento da demanda global de eletricidade venha da China, Índia e Sudeste Asiático

Os combustíveis fósseis são muito usados ainda na Ásia e o carvão é a maior fonte, representando 52% do mix de eletricidade, seguido do gás natural e da energia hidrelétrica. Hoje, nenhum país asiático depende de energia renovável moderna – solar e eólica – ou nuclear como principal fonte elétrica. No entanto, essas fontes de energia limpa dobraram na última década e estão se acelerando. A Ásia foi a maior responsável pelas emissões relacionadas à alta geração de energia de todos os tempos no ano passado. Porém, as ambições de transição energética farão com que as emissões caiam após 2025.

Por isso, a demanda de eletricidade da Ásia deverá produzir metade da eletricidade global até 2025. A maior parte ou a maior parte da geração de eletricidade virá de fontes de energia limpa. Isso significa dobrar o consumo de eletricidade na Ásia desde 2000, quando a Ásia respondia por um quarto da demanda mundial de eletricidade. A China será o maior fator nessa equação – passará de 10% do consumo mundial de eletricidade em 2000 para 33% em 2025. Isso será impulsionado pelo crescimento populacional e aumento do padrão de vida (e, portanto, maior consumo per capita). Espera-se que mais de 70% do crescimento da demanda global de eletricidade venha da China, Índia e Sudeste Asiático. As informações são do site especializado Clean Energy Revolution e foram também veiculados pela newsletter da MaxiQuim Consultoria. 

A China também será o maior contribuinte para a energia renovável, pois será responsável por cerca de metade do crescimento das energias renováveis nos próximos três anos, quando a energia limpa atenderá a mais de 90% da demanda adicional. A participação das energias renováveis (principalmente energia solar, eólica e hidrelétrica) no mix global de eletricidade aumentará dos atuais 29% para 35% nos próximos três anos. Espera-se que mais da metade do crescimento da energia nuclear seja dominado por apenas quatro países da Ásia: China, Índia, Japão e Coréia. Já a geração de eletricidade baseada em gás natural e carvão deve permanecer estável.

Veja mais notícias sobre InfraestruturaMundo.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 22 Abril 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/