Isn't ironic?

Aprenda a vender, principalmente se não quiser trabalhar com vendas
Vender envolve argumentar, persuadir, responder a objeções e negociar, expedientes dos quais se lança mão todos os dias, em qualquer trabalho

Faltam empregos? Não para vendedores, cujas vagas permanecem abertas, ao menos na Espanha. Os motivos de não preenchê-las surpreendem pouco: trabalho árduo para remuneração incerta, frustrações frequentes, falta de perspectiva de carreira e nenhum prestígio acadêmico, já que a profissão praticamente não conta com cursos universitários de graduação ou pós. Num cenário assim, quem deveria se candidatar a postos assim?

Todos nós, defende o palestrante Stephan Kanitz: "[s]empre recomendo (...) que façam um curso de técnicas de vendas, qualquer que seja a profissão que pretendam seguir. Aqueles cursos bem pé-no-chão. Recomendo também que façam um estágio numa loja de varejo para sentir o que é colocar a barriga num balcão. Saber vender e se vender é absolutamente essencial na vida" (Veja, 27/04/2005, p.18)E justifica a sugestão: "[Atualmente] A impressão que o consumidor tem é a de que todo produto é exatamente igual, o que muda são as 'emoções' escondidas nos anúncios. Vende-se um estilo de viver, uma atitude perante a vida, mas o produto em si, nem pensar. (...) Por isso tem tanto consumidor confuso por aí, (...) sem a informação necessária para avaliar".

Gosto da ideia de Kanitz, mas por motivos diferentes daqueles sugeridos no trecho acima. O melhor que um treinamento ou uma experiência em vendas pode oferecer não está em estimular o conhecimento sobre um produto, como sugere o autor, e sim desenvolver outras tantas capacitações muito úteis profissionalmente. Uma delas pode ser chamada de habilidade típica de venda, embora não seja exclusiva da atividade. Ela envolve argumentar, persuadir, responder a objeções e negociar, expedientes dos quais se lança mão todos os dias, em qualquer trabalho. As outras são skills de interação pessoal, como saber escutar e ser assertivo, e traços de temperamento, que abrangem autoconhecimento, autoconfiança e gosto por desafios. Elementos que também transcendem ocupações momentâneas.

Como entender do produto ou do serviço que se vende, assim como do mercado no qual se atua, é praticamente uma commodity para qualquer cargo, o diferencial advém dos outros três conjuntos de capacidades. Por isso, o curso ou o estágio em vendas apregoados por Kanitz podem, sim, ser muito proveitosos – principalmente se você, como a maior parte dos espanhóis relatados no primeiro parágrafo, estiver disposto a fugir da função nas empresas pelas quais passar.

Veja mais notícias sobre GestãoComportamento.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 23 Fevereiro 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/