Estados do Sul estão entre os seis mais inovadores do país

Ranking da cearense Fiec mostra o RS na terceira posição. SC foi ultrapassado por MG e Paraná manteve o sexto lugar
No recorte regional, o Sul segue como vice-líder, atrás do Sudeste

A Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), por meio do Observatório da Indústria, divulgou na quinta-feira (30) a edição de 2023 do Índice Fiec de Inovação dos Estados. O estudo analisa diversos aspectos do ecossistema inovador para cada uma das 27 unidades federativas do Brasil. De acordo com o levantamento, São Paulo é o estado mais inovador do Brasil, seguido pelo Rio de Janeiro. O Rio Grande do Sul manteve-se na terceira colocação, assim como o Paraná no sexto lugar (veja tabela completa ao final desta reportagem). Minas Gerais ocupa a quarta posição que pertencia ao Estado de Santa Catarina, agora quinto colocado. No recorte regional, o Sul segue como vice-líder, atrás do Sudeste.

O Índice Fiec de Inovação dos Estados é composto de duas dimensões: Capacidades e Resultados, com seis indicadores cada. Ao todo são utilizados 28 subindicadores que resultam nos 12 indicadores. A dimensão de Capacidades compreende o que é necessário para que ocorra inovação nos estados, seja com disponibilidade de recursos, criação de produtos, processos ou negócios inovadores. A dimensão de Resultados pode ser referenciada como a inovação em si, ou seja, as consequências do processo inovador. De acordo com a Fiec, essa estrutura coloca o estudo à frente dos demais, com uma variedade de subindicadores que consideram temas atuais, na seara da inovação e do desenvolvimento ambiental, apresentando uma metodologia evoluída. Exemplo disso são os indicadores de economia criativa e digital, além da sustentabilidade ambiental, que representa uma pauta latente, em todo mundo: a temática ESG.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 14 Junho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/