Governo do RS divulga avisos para três regiões

Pequeno aumento de casos e internações motivou decisão
A situação requer ainda mais cuidado em cidades como Passo Fundo para que não seja necessário emitir alerta e ser tomada ação

O Grupo de Trabalho de Saúde (GT Saúde) divulgou a emissão de três avisos para as regiões Covid de Capão da Canoa, Novo Hamburgo e Passo Fundo (foto). Além disso, foram discutidos avanços na liberação de protocolos gerais e de atividades, que serão divulgados na quinta-feira (30) e válidos a partir de sexta-feira (1/10).

O aviso é o primeiro passo do Sistema 3As de Monitoramento, com o qual o governo do Rio Grande do Sul gerencia a pandemia no Rio Grande do Sul. Segundo os técnicos do GT Saúde, eles se justificam devido a um pequeno aumento de casos e internações por Covid-19 no Estado, o que exige uma atenção maior de todas as regiões para controle do vírus.

Nas três regiões que receberam aviso, a situação requer ainda mais cuidado para que não seja necessário emitir alerta e ser tomada ação, que seriam os passos seguintes do Sistema 3As. A região de Pelotas, que havia recebido aviso na semana anterior, apresentou melhora nos indicadores e não recebeu um novo.

A Região Covid de Passo Fundo recebeu aviso porque, ao longo da última semana, apresentou um aumento de 10% no número de pessoas internadas em UTI, entre suspeitos e confirmados com Covid-19, o que representa uma variação de cinco pacientes. Com isso, a região passou a ter a maior taxa de ocupação (71,4%) do estado.

Novo Hamburgo apresentou um aumento de 13,5% de internados em leitos clínicos e de 9,1% em UTI, entre suspeitos e confirmados. Além disso, a incidência de 73,7 casos confirmados por 100 mil habitantes na última semana coloca a região com o quinto maior índice entre as 21 regiões Covid na última semana, sendo 11,5% superior à média estadual, ao passo que a taxa de mortalidade acumulada na semana, de 1,69 óbito por 100 mil habitantes, representa a quarta maior do Estado, sendo 31,5% superior à média estadual.

A região de Capão da Canoa teve 167,5 casos confirmados por 100 mil habitantes na última semana, representando um aumento de 19,2% frente à semana anterior. É a maior incidência do Estado entre as 21 regiões Covid, sendo 153,2% superior à média estadual. Capão da Canoa ainda tem uma taxa de mortalidade acumulada na semana de 2,77 óbitos por 100 mil habitantes, configurando o maior índice do Rio Grande do Sul na última semana, sendo 115,9% superior à média estadual.

Além disso, houve 30 novos registros de hospitalização na região na última semana, frente aos 12 no acumulado da semana anterior, um aumento de 150%. Ao longo da última semana, houve aumento de 30% de internados em UTI, entre suspeitos e confirmados.

Veja mais notícias sobre CoronavírusSaúdeRio Grande do Sul.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 01 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/