Florianópolis é a cidade mais competitiva do país

Rankings de Competitividade dos Estados e dos Municípios do CLP também apresenta como novidade o Rio Grande do Sul como quinto colocado
Além de ter o município mais competitivo do Brasil, Santa Catarina permanece como vice-líder no ranking por estados

Os resultados dos Rankings de Competitividade dos Estados e dos Municípios do CLP foram divulgados na terça-feira (22), durante a 12ª edição do Congresso Consad de Gestão Pública, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília. Florianópolis (SC) é a cidade mais competitiva do país, segundo o Ranking de Competitividade dos Municípios 2023. Essa é a primeira vez que uma capital ocupa a primeira colocação do levantamento, que desde 2020 vinha sendo liderado por Barueri (SP). Dos cem primeiros colocados do levantamento 98 pertencem às regiões Sul e Sudeste.

Na região Sul, além da capital catarinense, os municípios de Porto Alegre (4ª colocação) e Curitiba (6ª colocação) também se encontram entre os dez mais competitivos do país. Já o Sudeste concentra muitas cidades entre as dez mais competitivas do país, incluindo a segunda colocada São Paulo, seguida por Barueri (3º colocação) e São Caetano do Sul (5ª colocação). Na sequência, Campinas (SP), Vitória (ES), Santana de Parnaíba (SP) e Santos (SP) completam a lista. Veja o ranking completo por município ao final desta reportagem.

Assim como nas últimas nove edições, São Paulo segue na primeira colocação do Ranking de Competitividade dos Estados. Do mesmo modo, Santa Catarina permanece como vice-líder. O mesmo acontece com Paraná e Distrito Federal, que seguem na terceira e quarta colocações, respectivamente. O Rio Grande do Sul voltou ao Top-5 ganhando uma posição (ocupava a sexta colocação), enquanto Minas Gerais é agora o sexto, assim como nos levantamentos de 2017 e 2018. Já o estado de Goiás atingiu sua melhor posição da história, na sétima colocação, assim como o Maranhão, que chegou à 21ª posição, o Pará, que conquistou a 20ª colocação, e Tocantins, na 15ª posição. Já o Estado que mais perdeu posições foi a Bahia, que saiu da 17ª para a 24ª colocação em 2023. Veja o ranking estadual no gráfico a seguir.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 14 Junho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/