Sidebar Menu

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/

O que esperar do mercado imobiliário pós-coronavírus?

O setor precisará passar por muitas transformações – e pensar no digital pode ser a solução
Sabemos que vamos ter grandes transformações e, por isso, algumas medidas são necessárias. Adiar lançamentos de novos apartamentos, por exemplo, é uma decisão urgente a ser tomada

O mercado imobiliário começou 2020 com o pé direito: a expectativa dos especialistas reforçava uma alta de 3%, destacando o setor como um dos motores da economia para este ano. Mas, com a propagação do coronavírus no país, o que esperar do setor de imóveis?

Sabemos que vamos ter grandes transformações e, por isso, algumas medidas são necessárias. Adiar lançamentos de novos apartamentos, por exemplo, é uma decisão urgente a ser tomada. A ideia é não aglomerar pessoas – e é fundamental que os empreendimentos do setor sigam todas as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS). Na ausência dos atrativos estandes, uma alternativa pode ser reforçar os tours virtuais no site, para que os potenciais clientes possam navegar pelo projeto decorado dos apartamentos. E sabemos que, nesse ponto, a tecnologia pode ajudar: o uso de vídeo e fotos profissionais, em um giro em 360° dos imóveis em anúncios, são uma solução muito conhecida e que pode ser incentivada ainda mais nesse período. A realização das negociações utilizando o envio de documentação e a assinatura de contrato on-line também podem ser respostas positivas ao cenário atual.

É claro que comprar um apartamento não é tão simples, mas pode ser mais descomplicado do que parece. Nesse momento, com as pessoas em casa, é comum observar que elas invistam mais tempo procurando novas possibilidades de negócios. Não quero ficar preso, aqui, em uma bolha de otimismo, que ignora uma possível crise no setor imobiliário. Sabemos que o aquecimento que estávamos vivenciando deve diminuir consideravelmente no próximo trimestre. No entanto, também não podemos ser pessimistas: há muito para ser feito no setor, e pensar no digital pode ser a solução.

*CEO do Apto

Veja mais notícias sobre CoronavírusEconomia.

Veja também:

 

Comentários: 1

roesch, lh em Quinta, 23 Abril 2020 13:07

Num cenário mundial de recessão, com redução da liquidez a médio prazo, acredito numa desvalorização dos imóveis e outros bens não essenciais e valorização do Real; a demanda menor da gasolina está diminuindo o preço do petróleo, assim, uma menor circulação de dinheiro deve diminuir o valor dos imóveis. Convém salientar que em cenários de crise e dados precários, somente o futuro será o juiz da verdade.

Num cenário mundial de recessão, com redução da liquidez a médio prazo, acredito numa desvalorização dos imóveis e outros bens não essenciais e valorização do Real; a demanda menor da gasolina está diminuindo o preço do petróleo, assim, uma menor circulação de dinheiro deve diminuir o valor dos imóveis. Convém salientar que em cenários de crise e dados precários, somente o futuro será o juiz da verdade.
Visitante
Segunda, 01 Junho 2020

No Internet Connection