Quatro tendências do setor financeiro para ficar de olho em 2024

Fatores levantados pela iugu envolvem, em sua maioria, avanços tecnológicos
A capacidade de entender e se adaptar a essas mudanças do mercado, incorporando as tendências que fazem sentido para o seu negócio, é fundamental para quem busca notoriedade e sucesso em sua empresa

O Brasil fechou o ano de 2023 com uma imagem positiva em seu balanço econômico. De acordo com o último Boletim Focus, divulgado toda segunda-feira pelo Banco Central, a taxa SELIC, tarifa básica de juros da economia que influencia as taxas que serão cobradas em empréstimos e financiamentos, cairá de 11,75% a 9,25% em 2024. Além disso, a agência de risco S&P (Standard & Poor's) elevou a nota de rating da economia brasileira de BB- para BB, sendo a primeira elevação na nota desde 2011. Tais índices, que apontam uma melhora no cenário econômico, são fundamentais para atrair investidores para o país. Para além da reputação do Brasil no mundo, o cenário também é positivo para que o brasileiro se sinta confortável em gastar mais. Sendo assim, o aumento da busca por compras de bens e serviços vai ajudar a movimentar a economia e trazer alívio para os empreendimentos. Atenta a essas mudanças, a iugu, plataforma de serviços financeiros para gestão de caixa e automatização de meios de pagamento, levantou algumas tendências do mercado que podem ajudar a alavancar os negócios e aproveitar o bom cenário previsto para 2024.

1. Tecnologia no processo de venda

Já que a economia brasileira estará mais movimentada em 2024, é importante estar de olho em uma tendência que só vem crescendo com o passar dos anos: o investimento em tecnologia. Segundo pesquisa realizada pela Brainshark, empresas que não investem no uso de tecnologia para a área de vendas tiveram uma redução de 12% nas suas metas de vendas. Em outras palavras, ela é uma peça importante para aqueles que desejam expandir seus negócios no mundo digital.

2. Novas modalidades de pagamento

Mesmo com a baixa da taxa SELIC, o relatório Focus também estima uma inflação de 3,91% no país para 2024. Esse número mostra que, mesmo que a população tenha o poder de investir, ainda é necessário flexibilidade nos pagamentos com a possibilidade de parcelar. Uma modalidade que teve início em 2023 foi o Pix Recorrente, que permite aos usuários programar pagamentos para cobranças recorrentes, como se fossem parcelas. Isso traz vantagem tanto para consumidores, que têm o poder de automatizar esses pagamentos, quanto para empresas que oferecem assinaturas, que poderão receber o dinheiro mais rápido. Além disso, os pagamentos via boleto serão liquidados pelos bancos no mesmo dia da transação. Com a medida, essa forma de transação concorre diretamente com o Pix e é mais uma diversificação para aqueles que ainda não têm nenhum tipo de Chave Pix.

3. Personalização avançada

Cada vez mais os clientes procuram por experiências únicas que os façam se sentir acolhidos. De acordo com estudo conduzido pela Salesforce, metade dos consumidores dizem que consideram mudar de marca se suas expectativas não forem atendidas. Com esse dado é possível entender que investir em experiências de compras personalizadas ajuda a impulsionar as vendas.  

4. Segurança nas compras

O Brasil é o país que mais sofre ataques cibernéticos em toda a América Latina. Só no primeiro semestre de 2023, foram 23 bilhões de tentativas, de acordo com dados da Fortinet. Por isso, investir em uma compra mais segura deve estar no radar de todas as instituições em 2024. Os pagamento por biometria e tokens, por exemplo, já estão sendo muito buscados pelos clientes, pois legitimam o serviço e trazem mais segurança ao consumidor e também ao empreendimento, que sabe que não levará um golpe.

Veja mais notícias sobre Tecnologia.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 22 Abril 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/