Curitiba apresenta modelo de energia limpa para cidades do mundo

Projeto da Pirâmide Solar da Caximba foi destaque na abertura do Smart City Expo Curitiba 2023
"Oferecemos ao mundo a solução da Pirâmide Solar, tentativa de gerar energia sustentável. Acreditamos que inovação só vale quando se transforma em processo social", destacou Greca na abertura do Smart City Expo Curitiba 2023

Maior intervenção socioambiental em execução no Brasil, o Bairro Novo da Caximba e sua Pirâmide Solar foram apresentados na abertura do Smart City Expo Curitiba 2023, maior evento de cidades inteligentes do país, realizado nesta quarta-feira (22) no Centro de Eventos Positivo, no Parque Barigui. "O Paraná é a maior província geradora de energia limpa do mundo. A ambição de Curitiba sobre energias limpas ergueu um novo bairro num antigo aterro sanitário. Oferecemos ao mundo a solução da Pirâmide Solar, tentativa de gerar energia sustentável. Acreditamos que inovação só vale quando se transforma em processo social. Existe necessidade de justiça climática no mundo, afinal são os mais pobres que sofrem com as adversidades climáticas, a fome e as guerras", afirmou o prefeito Rafael Greca, acompanhado na cerimônia pelo governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior, e pelos organizadores do evento, Beto Marcelino, diretor do hub iCities, e Ricard Zapatero, CEO da Fira Barcelona. A Companhia Paranaense de Energia Elétrica (Copel) também participa do projeto da Pirâmide Solar.

"Cidades inteligentes têm mais a ver com clima, catástrofes e fome do que com tecnologia. Mas é por meio da tecnologia que todos esses problemas podem ser enfrentados de uma maneira mais eficiente, para melhorar a qualidade de vida dos cidadãos", avalia Marcelino. "Como construímos esse espaço seguro e agradável para o nosso congresso em uma área de estacionamento? É um exemplo do que acreditamos ser possível construir quando se juntam pessoas e tecnologia. A diferença entre construir esse espaço e uma cidade melhor vai além da engenharia e inovação, é preciso coragem. A quarta edição do SCECWB antes de tudo é fruto de coragem, disposição e humildade. A tarefa de cada um dos participantes é sair daqui querendo construir cidades melhores, em todos os cantos do país", pontuou o diretor do iCities.

"Pela quarta vez, Curitiba se une a Santiago del Estero (Argentina), Doha (Catar), Xangai (China), Nova York (EUA) e Barcelona (Espanha) como uma das cidades líderes em projetos de smart cities pelo mundo. Este é o maior evento de cidades inteligentes já feito no Brasil, com 45 nacionalidades e milhares de visitantes, com representação de 26 estados brasileiros e 500 municípios, algo inédito. Para nós, é uma alegria estar de volta", declarou Zapatero. Para Ratinho Junior, é fundamental a integração entre a iniciativa privada e o poder público no fomento à inovação em prol dos cidadãos. "No ano passado, a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) listou o Paraná e uma província do Japão como referências em sustentabilidade no mundo. Também temos três cidades paranaenses destaques entre as 21 comunidades mais inteligentes da América Latina: Curitiba, Ponta Grossa e Assaí. Somos o único estado que tem robótica nas escolas, com alunos aprendendo programação na escola pública, em parceria com a iniciativa privada. Nós queremos que esteja presente no poder público para levar soluções à população. E o Smart City Expo Curitiba faz isso. Estamos felizes em receber a quarta edição desse evento global".

A palestra de abertura foi com a futurista premiada Cecilia Tham, CEO da Futurity Systems, que fornece futuros como serviço: da ciência de dados ao design estratégico e à prototipagem, ajudando empresas e organizações a construir futuros melhores mais rapidamente. Como líder na indústria, Cecilia já trabalhou como tecnóloga social sênior na Alpha Telefónica e fundou empresas conectadas à inteligência artificial e ao metaverso.

Arena Metaverso
O Bairro Novo do Caximba também está presente na área de exposição, com entrada gratuita, na Arena Metaverso. Por meio da realidade virtual, os visitantes do Smart City Expo Curitiba têm a oportunidade de fazer um voo digital de balão pelo bairro. A experiência é uma iniciativa da Prefeitura de Curitiba, desenvolvida pela Corinfo VR do Brasil. Em uma viagem de cinco minutos a bordo do balão digital, os visitantes podem ver a transformação urbana de uma região antes degradada: as áreas de reassentamento, um parque linear, o corredor ecológico, o conjunto de novos equipamentos públicos e todos os benefícios que fazem parte da execução da obra, iniciada em outubro de 2022. Aplicada à administração pública, a tecnologia do metaverso permite simular as situações previstas em projetos urbanísticos e intervenções em áreas como segurança, educação ou defesa civil.

O evento vai até sexta-feira (24), com um dia a mais e a expectativa de reunir até 15 mil pessoas no Centro de Eventos Positivo (Parque Barigüi).A edição de 2023 do SCECWB tem como tema "Cidades que conectam pessoas e tecnologias". Visitantes e congressistas podem se inscrever pela plataforma Blue Ticket. O acesso à feira é gratuito e o congresso é pago. "Temos um espaço exclusivo para prefeitos e prefeitas durante os três dias de evento, o City Hall. A área de congresso foi montada do zero na parte externa do Centro de Eventos, com todo o pavilhão ocupado pelos 65 estandes da área de exposição, que incluem a Smart Plaza Vale do Pinhão; a Ágora para pitches de startups e o estande inédito do iCities. Pela primeira vez no Brasil, temos ainda a Tomorrow Mobility, o maior evento de mobilidade urbana do mundo", destaca Caio Castro, diretor do iCities.

Veja mais notícias sobre AMANHÃ SustentávelInfraestruturaParaná.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 13 Abril 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/