Empresas anunciam investimentos de R$ 420 milhões no Polo Carboquímico de Candiota

Foco é a fabricação de liga metálica para desoxidar aço nas siderúrgicas
A expectativa de faturamento do primeiro projeto é de R$ 300 milhões anuais e entrega de R$ 40 milhões em impostos por ano

A empresa brasileira Vamtec e a gestora do grupo alemão ICMD investirão R$ 420 milhões na construção de uma indústria no Polo Carboquímico de Candiota. O aporte é para o projeto Ferroligas Candiota, que fabricará a liga metálica FeSIAI (Ferro Silício Alumínio) a partir do carvão de alta cinza – produto já usado na desoxidação do aço pelo setor siderúrgico. O anúncio ocorreu nesta terça-feira (9), no Palácio Piratini, na presença do governador Eduardo Leite e do secretário de Desenvolvimento Econômico (Sedec), Ernani Polo. O projeto Ferroliga FeSIAI – Ferro, Silício e Alumínio utiliza a redução do carvão com alto teor de cinzas (uma característica do minério encontrado em Candiota) para criar um produto alternativo, mais barato e com melhor rendimento que o tradicional, para a desoxidação de aço. O grupo ICMD detém a licença global deste processo, que utiliza uma tecnologia original desenvolvida no Cazaquistão. A produção estimada é de 36 mil toneladas por ano, com um mercado potencial para 170 mil toneladas. O investimento também contempla oportunidades para programas de desenvolvimento social, educacional e de saúde, além de troca de experiências nacionais com a China.

O prazo para início das atividades é até o fim de 2027. A expectativa de faturamento do primeiro projeto é de R$ 300 milhões anuais e entrega de R$ 40 milhões em impostos por ano. A geração de empregos também está no planejamento, com projeção de 1 mil postos de trabalho diretos na etapa de construção da planta e de 330 vagas diretas na fase de operação. O impacto positivo do investimento, principalmente em relação à criação de empregos e ao incentivo à competitividade estadual, foi ressaltado pelo titular da Sedec. "Vemos este anúncio como uma oportunidade de abertura de mais vagas de trabalho e renda, a partir de uma operação que usará um ativo disponível na região. Isso será feito de forma sustentável, com todo o cuidado que a avaliação exige, em especial nas questões ambientais", destacou Polo. O Vamtec é um grupo industrial de 43 anos de atividades, com várias plantas nos estados do Espírito Santo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Bahia. Atua especialmente no setor siderúrgico e de ferroligas. A empresa está envolvida no desenvolvimento da região da Campanha e no aproveitamento sustentável do carvão de Candiota, com projeto de gaseificação do carvão e produção de metanol, ideia que deve ser implementada em 2025.

Veja mais notícias sobre Negócios do SulIndústriaRio Grande do Sul.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 25 Mai 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/