BRDE assina com Finep contrato de R$ 1 bilhão para incentivar projetos de inovação

Banco é o maior repassador de recursos para projetos do gênero por meio da Finep em todo o Brasil
O diretor do BRDE no Paraná, Wilson Bley Lipski, representou o banco no evento de assinatura na 75ª Reunião Anual da SBPC em Curitiba

O BRDE (Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul) assinou com a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação um contrato que prevê a concessão de R$ 1 bilhão em recursos da instituição federal para financiar projetos de inovação, especialmente voltados para micro, médias e pequenas empresas. O BRDE é o maior repassador de recursos para projetos de inovação por meio da Finep de todo o Brasil. Essa linha fomenta ciência, tecnologia e inovação.Os recursos estão atrelados à taxa referencial (TR) – aproximadamente 2% ao ano – com prazos de carência que podem chegar a até três anos e prazos de pagamento que podem alcançar até 11 anos.

O diretor do BRDE no Paraná, Wilson Bley Lipski, representou o banco no evento de assinatura na 75ª Reunião Anual da SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência), no estande da Finep na Expotec, em Curitiba, na tarde de quarta-feira (26). "Esses novos recursos de R$ 1 bilhão trazem ao BRDE novas possibilidades de trabalhar a inovação de forma transparente, responsável e competente, para promover uma transformação social no Sul e em todo o Brasil", destacou. Na ocasião também foram assinados contratos para repasses de recursos da Finep e Cresol, cooperativa de crédito parceira do BRDE há 25 anos. A carta de crédito destinada à Cresol Central e Cresol Sicooper, no total de R$ 145 milhões, vai permitir o apoio a projetos de inovação de até 200 empresas de pequeno e médio porte em todo o Brasil.

Segundo a Finep, os recursos serão aplicados em projetos aderentes às prioridades do setor de telecomunicações, e que possam apoiar a ampliação da conectividade e a transformação digital do País, a exemplo de desenvolvimentos tecnológicos relacionados às redes 5G e 6G; internet das coisas; segurança cibernética; além do apoio à aquisição de tecnologias desenvolvidos no país.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 22 Abril 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/