Atitus inaugura Campus do Agronegócio em Passo Fundo

Universidade pretende dobrar o número de alunos na Escola do Agronegócio até 2026
Novo campus contará com parceiros do setor do agronegócio como Be8, JBS, Ourofino Saúde Animal, Metasa e Rehagro

Um dos principais setores da economia brasileira, o agronegócio representa 25% do PIB e quase 50% das exportações do país, gerando uma a cada quatro vagas de trabalho no Brasil. Para acompanhar a crescente demanda por qualificação e atualização dos profissionais que atuam no setor, nasce, em Passo Fundo (RS), um novo ecossistema de educação superior, com modelo de Employer University e foco em tecnologia, mercado de trabalho e empreendedorismo. Campus da nova Escola, inspirado em uma Smart Farm (Fazenda Inteligente), será inaugurado nesta segunda-feira (4), às 19h30, como um ecossistema dedicado ao agronegócio e aproximando empresa, startups, profissionais do setor, professores e alunos, em um grande hub de inovação.

Segundo o CEO da Atitus Educação, Eduardo Capellari, o ecossistema de ensino para o agronegócio foi desenvolvido após estudos, pesquisas e proximidade com as reais necessidades do setor. "O que estamos apresentando é um verdadeiro hub de educação, que conectará estudantes, profissionais, empresas e entidades do segmento. Os ganhos serão para todos", reforça. Atualmente, com mais de 400 alunos na Escola do Agronegócio, a Atitus espera crescer exponencialmente nesse campo. "Nosso objetivo é nos tornarmos referência no ensino e na formação voltados para o futuro do agronegócio e dobrar o número de alunos na Escola do Agronegócio até 2026", projeta Capellari.

Durante a inauguração do campus agro, a Atitus Educação também anuncia as primeiras empresas parceiras que estarão presentes no espaço. Os parceiros estratégicos já confirmados são: Ourofino Saúde Animal, JBS, Be8 e Metasa. Na parte de inovação, Ventiur Smart Capital e Embrapa Trigo, enquanto para área acadêmica, as empresas são TOTVS, Frate Advogados, Academia Suína, Rehagro, Fertissystem, Bretanha, Digifarmz, Ibravag, Emater, Mapsul, Sultech e Millennium. O objetivo é que essas empresas possam desenvolver os estudantes e levar desafios reais para serem resolvidos em sala de aula. Os alunos ainda terão a oportunidade de conhecer de perto a realidade dos negócios voltados para o agro, além de ter momentos de trocas diretamente com os executivos das organizações. Na vanguarda do agronegócio no Brasil e no mundo, as empresas parceiras também vão aproximar os estudantes do que há mais inovador em tecnologia para o setor.

Em sala de aula e em atividades práticas, as disciplinas reunirão desde o uso de novos equipamentos aos conhecimentos necessários para gestão de propriedades, como o uso de big data para monitoramento digital de animais, máquinas e grãos. Os professores serão profissionais com destaques na área acadêmica e do mercado agrícola que vão propor aulas com desafios empresariais reais. Os alunos vão desfrutar ainda de mentorias com executivos. A Escola do Agronegócio também já conta com sua primeira parceria internacional. Na data da inauguração do novo campus será assinado acordo de intercâmbio com o governo de Honduras, em parceria com a empresa B8. Os quatro primeiros estudantes hondurenhos farão seu ingresso na instituição ainda em 2024, nos cursos de agronomia e medicina veterinária.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 25 Mai 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/