IPO da Corsan deve ser no início de 2022

A oferta primária deverá injetar ao menos R$ 1 bilhão na estatal
O governo do Rio Grande do Sul enviou à Assembleia Legislativa os projetos de lei que tratam da privatização da Corsan e da regionalização do saneamento básico

O governo do Rio Grande do Sul enviou à Assembleia Legislativa os projetos de lei que tratam da privatização da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) e da regionalização do saneamento básico. Os textos foram encaminhados em regime de urgência e devem ser apreciados após o recesso parlamentar. Ambos precisam de 28 votos para serem aprovados.

A estatal de saneamento gaúcho planeja lançar sua oferta inicial pública de ações (IPO, na sigla em inglês) no início de 2022, segundo o presidente da empresa, Roberto Barbuti informou em entrevista ao Valor Econômico desta terça-feira (13). A oferta primária deverá injetar ao menos R$ 1 bilhão na companhia. "Pode ser um valor maior, mas dificilmente será menos que isso. A previsão da arrecadação com a [oferta] secundária ainda será definida, mas trata-se de um processo com natureza menos arrecadatória", destacou.

A proposta sobre a privatização autoriza o Estado a alterar a composição social da Corsan e estabelece o formato pelos quais será realizada a mudança societária. O projeto de regionalização cria a primeira Unidade Regional de Serviços de Saneamento Básico Central, composta por 307 municípios. Entre os objetivos da Unidade Regional, está garantir a universalização dos serviços, gerar ganhos de escala e assegurar a viabilidade técnica, econômica e financeira da operação.

Em reunião com deputados da base aliada, o secretário-chefe da Casa Civil, Artur Lemos Júnior, esclareceu que os municípios serão divididos em blocos. "Um novo projeto com esses agrupamentos será protocolado até o fim da semana", acrescentou.

Veja mais notícias sobre Mercado de CapitaisEmpresaRio Grande do Sul.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 28 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/

No Internet Connection