Catarinense Librelato encaminha pedido de abertura de capital

Recursos serão direcionados para investimentos e aquisições
A Librelato faturou R$ 848,9 milhões no ano passado e lucrou R$ 100,9 milhões

A catarinense Librelato abrirá capital em bolsa. A companhia sediada em Içara pretende utilizar os recursos para investimentos, crescimento orgânico visando aumento de produtividade e capacidade instalada e potenciais aquisições de empresas. A Librelato faturou R$ 848,9 milhões no ano passado e lucrou R$ 100,9 milhões (veja mais indicadores ao final desta reportagem). Clique aqui para acessar o prospecto completo.

A Librelato é a terceira maior companhia de implementos rodoviários do mercado de linha pesada do país. A empresa foi fundada na cidade de Orleans, em 1969, como uma pequena e modesta serraria. Seu fundador, Berto Librelato, encabeçou o processo que levou a Companhia, de uma simples produtora de carroceria de madeira, para uma das maiores empresas do Brasil em implementos rodoviários. A partir de 1980, iniciou-se a comercialização de peças e acessórios de caminhões, fornecendo assistência técnica para marcas nacionais. No ano de 1992 a marca consolidou-se como Librelato, focando na produção de implementos agrícolas e rodoviários sobre chassi. A Companhia criou seu primeiro semirreboque basculante em 1998 e o seu primeiro semirreboque graneleiro em 2001.

A partir do ano de 2007, a Librelato iniciou a realização de negócios internacionais por meio de exportações para países da América Latina, tais como Paraguai, Uruguai, Chile e Bolívia. No ano passado, a Librelato exportou 399 implementos rodoviários para países como Paraguai, Chile, Bolívia, Uruguai e Ruanda, sendo ainda o principal exportador para o Paraguai em 2020. Tal volume de exportações garantiu o segundo lugar no ranking de exportações brasileiras de implementos rodoviários, o que representa novas avenidas de crescimento e diversificação de linhas de receita, mitigando assim o risco geográfico de países específicos.

A Librelato é a 179ª maior empresa da região e também a 42ª maior de Santa Catarina, de acordo com o ranking 500 MAIORES DO SUL, publicado por AMANHÃ com o apoio técnico da PwC. Leia o anuário completo clicando aqui, mediante pequeno cadastro.

Veja mais notícias sobre EmpresaMercado de CapitaisSanta Catarina.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 28 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/

No Internet Connection