Biografia revela trajetória de Clovis Tramontina

Livro Paixão, Força e Coragem relata a história do empresário que coordenou a expansão da marca nascida na Serra Gaúcha para 120 países
“Desde pequeno queria ser presidente da Tramontina. Eu me preparei para isso. Não tive medo de assumir”, conta Clovis em um dos capítulos de sua biografia

Em 1980, a Tramontina era uma empresa modesta, que disputava fatias limitadas do mercado com competidores bem mais poderosos, contava com escritórios de vendas em apenas três Unidades da Federação e ostentava uma marca pouco conhecida, vista com alguma reticência pelo consumidor brasileiro.

Hoje, a indústria nascida em Carlos Barbosa (RS) transformou-se numa potência, com 10 unidades fabris, mais de 10 mil funcionários, dezenas de lojas, escritórios e centros de distribuição, presença em mais de 120 países e um portfólio de 22 mil itens diferentes. Pesquisas com o consumidor mostram que a marca está presente em praticamente todos os lares do Brasil e virou sinônimo de qualidade.

Clovis Tramontina, personagem de uma das trajetórias empresariais mais impressionantes do país, foi o grande protagonista dessa transformação. A história de como ele operou essa revolução, ascendendo à presidência da companhia e liderando-a por 30 anos, forma o eixo central da biografia Clovis Tramontina: Paixão, Força e Coragem, lançamento da Editora AGE. Toda a verba de vendas será destinada a instituições como Apae, Liga de Combate ao Câncer e Corpo de Bombeiros.

"Uma vez estive numa cidadezinha muito pequena, nos confins do Brasil. Naquele fim de mundo, entrei num barzinho e dei de cara com uma placa de 1950 da Coca-Cola. É isso que eu quero que a Tramontina seja. Se a Coca-Cola está em todos os lugares e virou quase sinônimo de refrigerante, nós também podemos", recorda no livro.

A obra, resultado de dezenas de entrevistas com amigos, familiares, funcionários e empresários, além de depoimentos do próprio biografado, reconstitui em detalhes a vida de Clovis, marcante desde seu início — antecedido por quatro gestações que tiveram fim trágico, o nascimento dele, cercado de temores e cuidados especiais, foi por si só um grande acontecimento para a comunidade de Carlos Barbosa.

Clovis Tramontina: Paixão, Força e Coragem revela que, desde muito cedo, Clovis deu mostras de estar predestinado a ser empreendedor. Ainda na infância, no porão de sua casa, fabricava canivetes para concorrer com os da marca da família. Além disso, fundou um circo com espetáculos que mobilizavam a cidade nos finais de semana. Em 1980, aos 25 anos de idade, ele levou esse talento para a Tramontina, empresa fundada em 1911 por seu avô, Valentin, filho de imigrantes que vieram da Itália para fugir da pobreza.

"Desde pequeno queria ser presidente da Tramontina. Eu me preparei para isso. Não tive medo de assumir. Adoro ser o número 1. Todas as vezes em que me reuni com presidentes da República, por exemplo, eu me via no lugar deles. Sempre pensei grande e sempre fui líder", relata em outro trecho.

Primeiro em funções subalternas, mais tarde liderando as vendas em São Paulo e no Brasil e, por fim, comandando a empresa na condição de presidente, Clovis imprimiu novo estilo à tradicional empresa familiar. Apostou em modelos de venda e de marketing arrojados, desbancou a concorrência e transformou o grupo em líder no setor de utilidades domésticas. Alcançou essa proeza a partir de um sistema gerencial que contraria os modernos manuais de gestão: na Tramontina de Clovis, dá-se preferência, por exemplo, à contratação de parentes de quem já é funcionário, o que leva à formação de verdadeiras dinastias dentro da empresa. "A prata da casa é um diferencial para a Tramontina, porque as pessoas têm o senso de pertencimento. Elas fazem o seu projeto de vida dentro da empresa", diz em um dos capítulos.

A personalidade única e às vezes controversa do empresário também é esmiuçada na biografia, por meio de histórias saborosas, reveladoras das paixões extremadas que o movem. O amor pela Tramontina, por exemplo, fazia-o examinar a cozinha de amigos, ou mesmo de desconhecidos, para recolher e jogar no lixo todas as panelas e talheres que fossem de marcas rivais — no dia seguinte, ele providenciava a substituição por peças da sua empresa.

Clovis concluiu que sua história mereceria ser contada durante o confinamento provocado pela pandemia de coronavírus, quando passou a refletir sobre a própria carreira, a planejar sua sucessão no grupo (resolveu deixar a presidência da Tramontina em 2022) e a construir projetos para realizar no futuro. Durante meses, colaborou com a equipe montada para produzir o livro, sem receio de expor suas fraquezas.

Um dos capítulos narra a luta que ele trava há décadas contra a esclerose múltipla, doença degenerativa que se manifestou justamente quando começava a experiência profissional na Tramontina, aos 25 anos de idade. Raramente abordado na imprensa, o embate do empresário com a enfermidade, que o fez buscar os mais variados tratamentos ao longo das décadas, é abordado com franqueza na obra. Revela um Clovis que venceu limitações físicas severas para comandar uma das maiores empresas brasileiras.

"Alguns episódios começaram a demonstrar que algo não ia bem. De vez em quando eu ficava sem rumo, sem coordenação. Ia pegar alguma coisa, mas o braço escapava, não obedecia. Nunca senti raiva por causa da doença, nunca me vitimizei. Tem de aceitar. Sei aonde essa doença pode chegar. Todo paciente se assusta. Mas qual é a alternativa? Não concordo com a esclerose, mas convivo com ela. Como líder, acho que posso ajudar outras pessoas que têm o mesmo problema a enfrentá-lo de forma mais amena", confidencia.

A biografia também examina outras grandes paixões de Clovis: a família (a grande influência da mãe, o exemplo do pai, o romance com a esposa, a relação com os filhos), os amigos, as pescarias e o esporte. Um capítulo inteiro é dedicado ao entusiasmo pelo futsal. Clovis é responsável por elevar esse esporte a um novo patamar no cenário nacional. Praticante da modalidade na infância e na adolescência, ele fundou e dirigiu a ACBF, clube multicampeão no Brasil e no mundo. "Eu mudei o futsal. Isso é uma conquista pessoal e intransferível", comemora.

Primeiro livro a mergulhar na cultura singular forjada pela Tramontina e a contar a trajetória de seu líder nas últimas décadas, Clovis Tramontina: Paixão, Força e Coragem é leitura obrigatória para quem quer entender um dos maiores fenômenos empresariais brasileiros e conhecer o personagem que está por trás dessa história.

Veja mais notícias sobre MemóriaEmpresaRio Grande do Sul.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 01 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/