Governo do RS lança plataforma para fomentar a criação de startups

A Rede RS Startup terá duração de três anos
A plataforma visa possibilitar a conexão de indivíduos interessados com demandas, iniciativas e oportunidades de negócios oferecidas pelo ecossistema de startups do estado


Nesta quarta (29), primeiro dia do South Summit Brazil, em Porto Alegre (RS), houve o lançamento da Rede RS Startup, que promoverá interação e trocas de experiências entre startups, com foco em proporcionar melhores condições no desenvolvimento dos negócios. A plataforma foi apresentada no espaço RS Innovation Stage e teve desenvolvimento colaborativo. A Rede RS Startup foi construída por meio da colaboração de diversos atores do ecossistema de inovação do Rio Grande do Sul, sob a coordenação da Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia (Sict) e do Procergs. O diretor-presidente do Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Rio Grande do Sul (Procergs), José Antonio Costa Leal, ressaltou que o desafio de desenvolver a plataforma em apenas três meses foi cumprido com sucesso. "É uma plataforma inédita não apenas no Rio Grande do Sul, mas no Brasil. Estamos muito felizes em poder fomentar cada vez mais a inovação", comentou.

Na primeira edição do South Summit Brazil, ocorreu o lançamento do manifesto da Rede RS Startup, com a participação de mais de 25 instituições. Depois, em dezembro do ano passado, Sict e Procergs assinaram um contrato para viabilizar a construção da plataforma. Na mesma ocasião, foi anunciado o núcleo gestor da rede. A secretária de Inovação, Ciência e Tecnologia, Simone Stülp, destacou a importância da rede para o desenvolvimento econômico e de inovação no Rio Grande do Sul. Com diversas funcionalidades, a plataforma visa possibilitar a conexão de indivíduos interessados com demandas, iniciativas e oportunidades de negócios oferecidas pelo ecossistema de startups do estado. O objetivo é oferecer um cenário atrativo para a criação e desenvolvimento de empresas inovadoras. Conforme ela, a ideia é possibilitar que as startups desenvolvidas no Rio Grande do Sul alcancem sucesso nos negócios mais rapidamente. "Queremos proporcionar melhores oportunidades de interação, troca de experiências e criar uma jornada de experiência personalizada para que os negócios se desenvolvam e alcancem seus objetivos mais rapidamente", afirmou.

O núcleo gestor da Rede RS Startup foi escolhido por meio de um edital da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado (Fapergs), do qual a Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), em parceria com a Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos) e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), teve a proposta vencedora. Segundo a coordenadora do núcleo gestor, Clarice Schneider Lamb, o projeto terá a duração de três anos e contará com 12 gestores atuando no auxílio às startups. "Estamos fazendo o planejamento das ações e vamos começar a visitar as startups de todo o estado para trabalhar em áreas como orquestração, assessoria de imprensa, relacionamento com empresas, internacionalização, desenvolvimento de talentos e impacto social", detalhou.

A plataforma oferece atualmente dez serviços e funções: onboarding (cadastro, classificação e recomendações); calendário/agenda de eventos; dashboard/mapa do ecossistema; trilha do desenvolvimento; balcão de oportunidades; integrações; validação – selos; cadastro qualificado; plataforma adaptativa; e busca e pesquisa. Conforme a gerente da divisão de serviços digitais da Procergs, Cristiane Ligabue Chemello, trata-se de uma plataforma simples e ágil, com interface de fácil navegação. "Temos, por exemplo, um mapa do ecossistema com informações georreferenciadas, um calendário de eventos, uma trilha de desenvolvimento para as startups e desafios com oportunidades de negócios para as startups consultarem e se inscreverem", descreveu.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 24 Junho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/