Sidebar Menu

Bom Jesus projeta investir mais de R$ 100 milhões entre 2020 e 2021

Cooperativa paranaense pretende expandir atuação em solo catarinense
A Bom Jesus também adquiriu uma nova unidade na cidade de Palmeira: a FTG
  1. A cooperativa Bom Jesus, sediada em Lapa, na região sudeste do Paraná, quer estabelecer um feito histórico. Os investimentos feitos em 2020 e 2021 ultrapassarão a marca de R$ 100 milhões. O aporte milionário vai ser usado para expansão de várias unidades. "Vivemos hoje um momento interessante na agricultura com bons preços, mas nem sempre será assim e temos de ter respaldo e retaguarda suficiente para capitanear nossos negócios, tendo a inserção e a possibilidade de aumentar as lavouras de inverno, seja trigo ou cevada", vislumbra Luiz Roberto Baggio, diretor-presidente da Bom Jesus.

A primeira cidade no planalto norte catarinense que a Bom Jesus está presente é Mafra, na qual começou operar na assistência técnica e venda de insumos em 2014. Com aumento da demanda na região, a Bom Jesus irá inaugurar uma nova unidade no município no próximo ano. O local terá capacidade de armazenagem de cereais de 460 mil sacas e investimentos na casa de R$ 22 milhões.

A cooperativa também adquiriu uma nova unidade na cidade de Palmeira (PR): a FTG (foto), que fica próxima da unidade atual da Bom Jesus no município. Somando as duas unidades, a capacidade de armazenagem em Palmeira será de cerca de 1,2 milhão de sacas, abrindo oportunidades de recebimento de diversos cereais e auxiliando unidades vizinhas como São João do Triunfo, São Mateus do Sul, Lapa, Irati e Rebouças. A unidade do Capão Bonito, na Lapa, também está em processo de ampliação. A unidade que foi adquirida em 2009 tem uma capacidade de armazenagem de 900 mil sacas. Com a ampliação em andamento, a unidade passará a ter uma capacidade de 1,1 milhão de sacas.

Desde 2009 na cidade de Rebouças (PR), a Bom Jesus vem investindo na cidade. No começo deste ano a unidade ganhou um novo silo para armazenagem de cereais com capacidade de 105 mil sacas. Com isso a unidade opera com uma capacidade de recepção de cereais de 315 mil sacas. Para 2021 já está projetada a construção de um barracão para armazenagem de insumos, duas balanças para pesagem de caminhões e ampliação da loja de insumos.

A Bom Jesus tem um projeto de intercooperação importante que deve ser ampliado em 2021. Depois de ser sócia da Coonagro, indústria de fertilizantes das cooperativas, a Bom Jesus fará um novo investimento na área industrial abrindo novas possibilidades de mercado ao cooperado e, com isso, trazendo mais oportunidade de renda.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 18 Janeiro 2021

Imagem do Captcha


Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/

No Internet Connection