Sidebar Menu

Pró-Biblioteca permite que empresas contribuam para a cultura

Iniciativa já teve aderência de grandes companhias do Sul através da Lei Rouanet
Gerdau, Eletrosul, Braskem, Caminhos do Paraná, Lojas Renner e CBA – Grupo Votorantim entre outras, já estão no projeto

A iniciativa privada pode colaborar para ampliar e atualizar bibliotecas em todo o Brasil (veja ao final desta reportagem as empresas que já contribuíram com a causa). Entre 2018 e 2019, foram entregues 52 mil livros para 260 bibliotecas impactando mais de 1 milhão de pessoas. A iniciativa é do projeto Pró-Biblioteca 2020, que nasceu em Porto Alegre. Cada biblioteca é composta por 200 títulos com curadoria da L&PM Editores e conta ainda com atividades de apoio à educação, um portal virtual para os leitores e um canal de vídeos exclusivos. As empresas interessadas podem se valer da Lei Rouanet de incentivo à cultura.

Segundo os benefícios previstos pela Rouanet, a empresa doadora utilizará de forma integral 4% do imposto devido – ou 6% no caso de o doador ser pessoa física – para a aquisição e a doação de acervos para bibliotecas e escolas públicas brasileiras. Como contrapartida, a empresa doadora será mencionada em selo, marcador de página e banner, que estarão presentes em todos os volumes da biblioteca doada. A logomarca da companhia será exibida no portal virtual para leitores e no canal de vídeo para professores. O conjunto de livros do projeto Pró-Biblioteca será entregue à empresa doadora, que deve direcioná-lo a bibliotecas ou escolas públicas de sua escolha.

Empresas que já contribuíram: Alliance One, Agrovêneto, Aracruz, Banco Lemon, BRDE, BSBIOS, Calçados Beira Rio, Bottero, Calçados Reifer, Caminhos do Paraná, CBA - Grupo Votorantim, China Brasil Tabacos, Braskem, Corsan, CTA, Deib Otoch, Eletrosul, Evonik Degussa, Fundação Mauricio Sirotski, Grupo Charrua, Gerdau, RBS, Sabemi, Sultepa, Kannenberg, Kopp, Tecnologia do Futuro, Lojas Renner, Nelson Wendt Alimentos, Petroquímica Triunfo, Procergs, Profigen – Brasil, SLC Agrícola, Sulgás, Tegma, Thyssenkrupp, Vipal e Institutos Camargo Corrêa, Nestor de Paula e Souza Cruz. 

Veja mais notícias sobre BrasilRio Grande do Sul.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 12 Agosto 2020

Imagem do Captcha


Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/

No Internet Connection