Sidebar Menu

De cadeira sofisticada a plano de luto, a longa lista dos novos objetos de desejo

Produtos e serviços que disparam no consumo ajudam a manter empregos durante a pandemia
A busca por ergonomia e conforto, aliadas indispensáveis da produtividade, faz o consumidor apostar no melhor

De Curitiba (PR)

O Brasil é o segundo país latino-americano em densidade de home office, segundo estudo da Universidade de Chicago. Dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) revelam que 22,8% dos postos de trabalho estão em regime remoto, o que representa 20 milhões de pessoas. A grande maioria dessas posições se consolidou nos últimos quatro meses, em decorrência da pandemia da Covid-19, causando um rebuliço na relação casa-trabalho. E o ponto nevrálgico, além de sinal de internet estável e potente, tem a ver de fato com nervos e dor: o escritório doméstico não está preparado para longas jornadas ao computador.

O resultado desse sofrimento inesperado apareceu no Google Trends. A ferramenta de análise de tendências do buscador apontou o aumento de 76% nas buscas por "dor nas costas" desde o dia 26 de fevereiro, com o pico no dia 25 de maio. A procura por móveis para home office cresceu na mesma proporção. O portal Mercado Livre registrou crescimento de 87% nas vendas de cadeiras para escritório já em abril, em relação a março.

Outros ítens com ritmo de vendas normalmente estável também cresceram em consumo, um movimento claramente ligado a necessidades trazidas pela pandemia, tanto para enfrentá-la quanto para prevernir-se de suas piores consequências. Veja alguns exemplos a seguir.

Atec e a cadeira que é uma Ferrari
Para algumas empresas, que são referência em mobiliário para escritório, o efeito da pandemia sobre as vendas foi exponencial. Luara Arruda, coordenadora de marketing da Atec Original Design – uma das líderes nacionais em vendas de mobiliário corporativo – conta que a pandemia provocou até inversão no número de vendas para clientes pessoa física em relação aos clientes pessoa jurídica. "O mercado corporativo acabou se retraindo no mesmo período. Como vendemos soluções tanto para escritórios como residências, conseguimos nos adaptar muito bem neste momento. Podemos dizer que aumentamos em quase 300% as vendas para pessoa física em relação aos mesmos meses do ano passado" , recorda.

A busca por ergonomia e conforto, aliadas indispensáveis da produtividade, faz o consumidor apostar no melhor. A marca americana Herman Miller – a Ferrari das cadeiras (na foto, o modelo Aeron) – é a campeã de vendas da Atec que vem trabalhando à pronta entrega graças a uma relação bem azeitada com os fornecedores de cadeiras e também de outros produtos, principalmente mesas, luminárias e objetos para projetos residenciais.

Luto Curitiba e a economia doméstica
A pandemia e a preocupação que ela traz para as famílias de sofrerem uma perda inesperada resultaram num aumento de 43% na venda de planos de assistência funeral em maio, em relação à média mensal verificada entre janeiro e abril. O dado foi apurado pelo Grupo Luto Curitiba, um dos líderes do mercado paranaense, com 30 anos de atividade. Também tem crescido na mesma proporção a procura espontânea dos clientes por renegociação de inadimplência, por jazigo em cemitério e por planos preventivos de cremação.

"As pessoas ficaram mais atentas à organização familiar e angustiadas com o impacto de despesas mais altas sobre o orçamento doméstico", comenta Luis Henrique Kuminek, diretor do grupo, que também administra três funerárias e um cemitério jardim em Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba.

Um funeral custa entre R$ 5 mil e R$ 10 mil em Curitiba, e inclui uma série de despesas que são cobertas pelos planos de assistência, em modalidades de cobertura com pagamento mensal. O titular pode incluir nove familiares no mesmo plano, e o serviço prevê desde a comunicação do óbito no Serviço Funerário Municipal até o pagamento dos itens contratados, como aluguel de capela, ornamentação e sepultamento.

DBM e o contato entre clientes
A DBM Contact Center transferiu 95% dos seus colaboradores para o home office em apenas 72 horas, já na primeira quinzena do mês de março. A expertise no trabalho remoto, aliada às necessidades das grandes marcas de manter canais de comunicação com os clientes finais, chamaram a atenção do mercado. Muitas empresas que hoje se responsabilizam pelo departamento de relacionamento com o cliente começaram a terceirizar esse serviço.

"As empresas perceberam que continuamos a atender 100% da nossa carteira de clientes, sem que nossas centrais de relacionamento parassem ou perdessem a produtividade. Isso aumentou a procura por nossos serviços", diz o gerente comercial Kelwin Willian, que abriu mais 200 vagas para dar conta dos novos contratos.

Paraná Clínicas e a telemedicina
Por telefone, a Paraná Clínicas fornece cerca de 1 mil orientações por dia sobre o novo coronavírus e atendimento em outras 20 especialidades de saúde, como cardiologia, endocrinologia e nutrição. O serviço de telemedicina foi implementado após a suspensão temporária das consultas eletivas presenciais nas unidades próprias e faz parte do plano de contingência da operadora para achatar a curva de contágio da Covid-19 entre seus clientes.

"Atendemos quase 60 mil ligações telefônicas por mês, com uma taxa de resolutividade bastante alta. Esse trabalho tem se mostrado muito importante nesse período de pandemia, porque tem nos ajudado a manter o acompanhamento médico de qualidade, em especial dos casos crônicos, e a evitar complicações ou desfechos negativos para o paciente", explica a coordenadora médica da qualidade e dos programas de medicina preventiva da Paraná Clinicas, Caroline Caldeira.

Kronberg e o leilão como oportunidade
Um levantamento da Kronberg Leilões revela que, em comparação com o primeiro trimestre do ano passado, a oferta de imóveis em leilões on-line cresceu 35% e as vendas concretizadas aumentaram 150%, incluindo imóveis residenciais, rurais e comerciais.

De acordo com o leiloeiro público Helcio Kronberg, o aumento ocorre porque em momentos de crise os investidores optam por ativos mais conservadores. "Como o mercado está volátil, investir em imóveis é mais seguro, pois o bem vai valorizar e não sofrerá perdas, como a Bolsa de Valores. Se os ativos imobiliários não eram atraentes para grandes investidores até pouco tempo, agora imóveis com preços baixos viram uma estratégia inteligente. Além disso, o aluguel tem mais rentabilidade do que a renda fixa", explica.

De acordo com o especialista, um outro dado contribui para que esse mercado se torne interessante: há um número reduzido de pessoas com capital para comprar imóveis sem se descapitalizar, o que acaba gerando menos disputa e valores de arremate mais baixos. Quem precisa de liquidez imediata também aproveita os leilões extrajudiciais para vender.

James Delivery dobra entregas
No período de pandemia, os pedidos de supermercados pelo James mais do que duplicaram na comparação com o mês anterior. O James é a plataforma de entrega até uma hora exclusiva das redes Extra e Pão de Açúcar. Já em março houve um crescimento de mais de 80% no número de downloads do aplicativo e um aumento de mais de 50% no número de novos usuários na comparação com o mês de fevereiro. No primeiro trimestre de 2020, o James cresceu de 800% em número de pedidos totais e aumentou em 130% o ticket médio, na comparação com o mesmo período do ano passado. A startup nascida em Curitiba opera em 25 cidades.

Nano4you e o álcool 70%
A paranaense Nano4you fabrica produtos e soluções utilizando nano partículas, extratos orgânicos, vegetais e ecológicos em suas composições, além de compostos ecologicamente corretos, distribuídos em quatro linhas para segmentos empresariais, automotivo e doméstico. A linha Ecolar, produtora de álcool em gel 70%, apresentou um crescimento de 40% durante o isolamento social, e está vendendo 5 mil litros por semana. A equipe de representantes pulou de sete para 110 pessoas em todo o país.

A Nano4you possui o maior portfolio brasileiro para higienização com álcool 70%, desde o comum álcool de limpeza, álcool em gel, álcool em aerossol (novidade do mercado) e linha wipes (panos umedecidos). Também durante o isolamento social, a indústria já fez a doação de mais de 4 mil toneladas para diversas instituições do Paraná.

Positivo e 50 novos cursos
O fechamento das instituições de ensino durante a quarentena e o uso de tecnologias digitais para suprir a demanda acadêmica fez o mercado repensar as formas de buscar conhecimento. Com isso, a metodologia EAD (Educação a Distância) ganhou ainda mais força. De acordo com um levantamento da Universidade Positivo (UP), a plataforma registrou um aumento de 68% em matrículas para cursos EAD ou semipresenciais, entre março e maio, em relação ao ano passado. Os cursos de graduação mais procurados foram: Administração, Pedagogia e Ciências Contábeis.

Segundo a gerente de EAD da Universidade Positivo, Roberta Galon, a resistência que ainda existia pela modalidade era, na maior parte, por desconhecimento. "Agora, com muitos estudantes do ensino presencial experimentando o ensino remoto por conta do isolamento social, muita gente tem revisto esse conceito e passado a considerar a metodologia para um curso de longa duração", reflete.

Os dados da UP mostram que a tendência, que vinha sendo crescente desde 2008, foi acelerada pela pandemia. Roberta também acredita que os profissionais estão aproveitando o tempo que passam em casa para buscar novos conhecimentos e habilidades para se qualificar profissionalmente como alternativa para sair da crise ainda mais preparados para o mercado de trabalho pós-pandemia.

A UP está presente em mais de 70 cidades, em 15 estados do Brasil e Distrito Federal. Com o aumento da demanda neste formato, a universidade anunciou a ampliação do número de cursos de EAD em mais de 100%, lançando mais de 50 novos cursos de graduação, com a abertura de 8.750 novas vagas em todo o Brasil.

VinVino entrega 400% a mais
Isolamento social, padrão de entrega e diversas possibilidades de harmonização têm provocado mudanças no relacionamento do cliente com o varejo on-line de bebidas. Trata-se de uma oportunidade para quem está nesse mercado. "A procura aumentou muito e nós projetamos um crescimento ainda maior dessa demanda com a chegada do inverno", estima Giselle Gura, da VinVino, e-commerce de vinhos e espumantes, que atende Curitiba e região.

Com a expansão do mercado on-line, a empresa decidiu investir no padrão de entrega e ainda no auxílio ao cliente na hora da escolha dos rótulos para a compra, trazendo possibilidades de harmonizações e combinações específicas para datas comemorativas e momentos marcantes da vida das pessoas."Vinhos e espumantes têm muita história. São uma viagem cultural, com uma vasta capacidade de harmonização com receitas que podem ser preparadas em casa", lembra Giselle.

Aulas on-line, conteúdo digital, vinho como produto de entretenimento, aumento do impacto visual e rótulos com nomes e design diferenciados ganham destaque entre os consumidores. A comunicação atrativa, objetiva, além de boas histórias sobre cada rótulo escolhido e auxílio na hora do cliente escolher o produto precisam estar na lista de prioridades de quem comercializa vinhos e espumantes. "Também é preciso ter cuidado com a pontualidade e as melhores condições de armazenamento e de higiene no momento de entrega dos produtos. Isso faz uma diferença enorme durante a pandemia e deve seguir assim quando isso tudo passar", ressalta.

WTC Curitiba e a vitrine para "good actions"
A pandemia da Covid-19 tem alterado nossa realidade em muitas frentes, mas também vem estimulando a solidariedade e as ações solidárias. Para ajudar a dar visibilidade às boas iniciativas das empresas durante a quarentena, o World Trade Center (WTC) Curitiba e Joinville criou a plataforma "Good Actions", em sua página no LinkedIn.

"Com o Good Actions buscamos dar visibilidade às boas ações das empresas no combate e prevenção à Covid-19. Somos uma rede global de negócios e entendemos que o desenvolvimento econômico está associado ao bem-estar humano. Temos o compromisso de gerar mudanças positivas para a sociedade e o projeto surge desse propósito de conectar e retribuir", define Josias Cordeiro da Silva, presidente do WTC Curitiba e Joinville.

Um desses cases de boas ações é do Ascensus Group, uma das maiores operadoras de comércio exterior do Brasil. Cumprindo sua premissa de responsabilidade social, o grupo está disponibilizando gratuitamente todos os serviços de gestão e importação, necessários para atender hospitais, associações e entidades sem fins lucrativos. A oferta é válida também para órgãos de saúde e órgãos administrativos governamentais das esferas municipal, estadual e federal, para o abastecimento de insumos, produtos e equipamentos destinados ao combate da Covid-19.

Quem quer ver o bom exemplo da sua empresa em destaque e ao alcance de outros empresários e da comunidade do LinkedIn deve enviar um e-mail para avaliação do [email protected] com a descrição da iniciativa e a identificação da empresa. "Se você é colaborador, gestor ou empresário divulgue sua iniciativa e a compartilhe com o mercado. Além de visibilidade, sua empresa pode criar novas oportunidades de negócios em meio à crise", convida Josias Cordeiro da Silva. A plataforma "Good Actions" pode ser acessada neste link

Veja mais notícias sobre CoronavírusNegócios do SulParaná.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 15 Julho 2020

Imagem do Captcha


Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/

No Internet Connection