Sidebar Menu

B3 tem o pior semestre desde 2015

Dólar acumulou alta de 35,6% até junho
Dias difíceis: bolsa brasileira recuou 17,8% entre janeiro e junho

A B3 (foto), o principal índice da bolsa de valores brasileira, fechou em queda de 0,7% nesta terça-feira (30), a 95.055 pontos. Na mínima do dia, a B3 chegou a 94.806 pontos. A retração foi encabeçada pelas ações dos bancos, que têm uma fatia importante no índice. Os papéis de Bradesco e de Itaú, por exemplo, caíram mais de 3%. Com isso, a B3 recuou 17,8% entre janeiro e junho – o pior semestre desde 2015.

O dia foi marcado por temores de uma segunda onda de Covid-19 e tensões entre Estados Unidos e China. Desse modo, o dólar fechou em alta, chegando a alcançar o valor de R$ 5,50. A moeda norte-americana subiu 0,2%, vendida a R$ 5,4396. Na máxima da sessão, chegou a R$ 5,5073. Com o desempenho de hoje, a moeda norte-americana acumulou valorização de 35,6% no primeiro semestre. Em junho, o avanço foi de 1,9%. Hoje, o Banco Central ofertou até 12 mil contratos de swap tradicional com vencimento em novembro de 2020 e março de 2021.

Veja mais notícias sobre Mercado de CapitaisCoronavírus.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 15 Julho 2020

Imagem do Captcha


Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/

No Internet Connection