Sidebar Menu

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/

Distanciamento Controlado no RS tem predomínio de bandeira laranja

A região de Lajeado, que estava na bandeira vermelha, passou para a laranja. A região de Uruguaiana, que estava classificada como amarela, passa para a bandeira laranja
200425_DVG_1400_SMSURB-008a_0

A classificação das regiões de acordo com as bandeiras determinadas pelo Distanciamento Controlado foi atualizada pelo governo do Estado neste sábado (16). Entre os dias 18 e 24 de maio, não há regiões na bandeira vermelha. A região de Lajeado, que estava na bandeira vermelha, passou para a laranja, e a região de Uruguaiana, que estava classificada como amarela, passa para a bandeira laranja. Para consultar o mapa e a bandeira de cada cidade, acesse o site https://distanciamentocontrolado.rs.gov.br.

No caso de Uruguaiana, que subiu de amarela para laranja, o fator predominante para a alteração foi o acréscimo de quatro casos confirmados pelo teste RT-PCR nos últimos 14 dias. Na semana passada, a soma das últimas duas semanas era de três casos confirmados por RT-PCR, número que aumentou para sete nos últimos 14 dias. Essa velocidade de crescimento justifica a alteração de bandeira na região de Uruguaiana.

Na região de Lajeado, que mudou de vermelha para laranja, a melhora em dois indicadores de velocidade do avanço de coronavírus – número de casos semanais e variação no número de internados por síndrome respiratória aguda grave (SRAG) em UTI – fez com a bandeira passasse de vermelha para laranja. O crescimento de número de casos semanais caiu de 20% para 17%, e a variação no número de internados por SRAG em UTI também reduziu em 7%.

No Rio Grande do Sul como um todo, a segunda rodada do modelo de Distanciamento Controlado observou as seguintes alterações nas duas semanas:

• número de casos confirmados por RT-PCR reduziu 6,08%, de 444 para 417;

• número de internados em UTI por síndrome respiratória aguda grave (SRAG) reduziu em 1,75%, de 229 para 225;

• número de internados em leitos clínicos por Covid-19 aumentou 22,70%, de 141 para 173;

• número de internados em leitos UTI por Covid-19 aumentou 2,38%, de 126 para 129;

• número de leitos de UTI adulto disponíveis para atender Covid-19 diminuiu 5,48%;

• número de óbitos por Covid-19 diminuiu 6,25%, de 32 para 30.

Baseado na segmentação regional e setorial, o Distanciamento Controlado é de um trabalho conjunto da Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag) e da Secretaria da Saúde (SES), com base em evidências científicas e análise de dados. O modelo, inovador e inédito no Brasil, prevê quatro níveis de restrições, representados por bandeiras nas cores amarela, laranja, vermelha e preta, que variam conforme a propagação da doença e a capacidade do sistema de saúde em cada uma das 20 regiões pré-determinadas.

Além da divisão em 20 regiões, o modelo reúne as atividades econômicas em 12 grupos, sendo que cada um é dividido em tipos e subtipos. Por exemplo, "Serviços" tem 14 tipos diferentes, entre os quais "artes, cultura, esportes e lazer", que está subdividido em quatro subtipos: "casas noturnas, bares e pubs"; "eventos, teatros, cinemas"; "academias"; e "clubes sociais e esportivos". Há regras específicas para mais de cem atividades econômicas.

A primeira análise de dados, que cruza as informações a respeito da propagação do coronavírus (velocidade do avanço, estágio da evolução e incidência de novos casos sobre a população) com a capacidade de atendimento hospitalar (capacidade de atendimento e mudança da capacidade de atendimento), foi divulgada no sábado passado (9) com regras válidas até este domingo (17). A partir de segunda-feira (18) e até o próximo domingo (24) passam a valer as bandeiras divulgadas neste sábado (16).

Veja mais notícias sobre CoronavírusGestãoRio Grande do Sul.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 01 Junho 2020

No Internet Connection