Sidebar Menu

Agendaki permite que consumidores marquem horário para atendimento em SC

Ferramenta foi desenvolvida por uma startup catarinense em parceria com a pré-incubadora Cocreation Lab, de São José
O sistema será adaptado às regras de cada município e às recomendações das autoridades

Uma plataforma que permite que consumidores agendem o atendimento nas lojas que pretendem visitar acaba de ser lançada em Santa Catarina, com apoio da prefeitura de São José, cidade da Grande Florianópolis onde o projeto foi criado. O Agendaki é uma ferramenta gratuita e fácil de usar, que permite que lojistas e clientes combinem um horário específico para o atendimento, evitando aglomerações dentro da loja e possíveis filas na parte de fora dela. Outra funcionalidade que estreará nos próximos dias é um botão que encaminha a conversa para o WhatsApp. Desse modo, o lojista pode apresentar os produtos antes de o cliente se dirigir à loja. A ferramenta tem apoio da Fecomércio SC, que vai atuar na divulgação junto aos lojistas.

"Neste momento no qual estamos vivendo por conta da pandemia da Covid-19, a inovação tem um papel importante na busca de soluções para atender novas demandas da população. O comércio de forma em geral deverá se adaptar para as novas exigências decretadas", defende Waldemar Bornhausen Neto, secretário de desenvolvimento econômico e inovação de São José.

O Agendaki foi desenvolvido por uma startup catarinense em parceria com a pré-incubadora Cocreation Lab, também de São José. O uso da plataforma é simples: basta o lojista se cadastrar gratuitamente e preencher um formulário com algumas especificações, como área da loja. Isso porque há uma recomendação de número máximo de clientes por fração de tempo. A fração de tempo poderá ser incluída pelo próprio comerciante, baseada no período médio que os clientes costumam ficar dentro da loja. Para os clientes, vai aparecer a informação de quantas pessoas podem ser atendidas no local a cada período. "Os estabelecimentos devem controlar a quantidade de pessoas que estão lá dentro, mas quem fica impedido de entrar acaba gerando aglomeração na parte externa. Queremos ajudar a evitar perda de tempo e situações de risco à saúde", explica Thaís Cardoso, uma das idealizadoras.

O Agendaki será adaptado às regras de cada município e às recomendações das autoridades. Em São José, por exemplo, as lojas do comércio de rua devem limitar a ocupação em 50% da capacidade. O uso de máscaras também é obrigatório. Lojistas de Florianópolis, Itajaí, Balneário Camboriú, Blumenau e Jaraguá do Sul também participaram da fase de testes e atualmente a plataforma já está aberta para cadastro de lojistas e consumidores de toda Santa Catarina.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 12 Agosto 2020

Imagem do Captcha


Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/

No Internet Connection