Porto Alegre terá 12 ônibus elétricos na frota no ano que vem

O projeto-piloto com os veículos começa em fevereiro
Os ônibus elétricos e os carregadores serão adquiridos pelas empresas que operam o sistema com um investimento de R$ 38 milhões, com subsídio do governo municipal

A prefeitura de Porto Alegre apresentou no final de semana 108 ônibus novos que ingressaram na frota do transporte coletivo de Porto Alegre neste ano e já estão nas ruas, além dos ônibus elétricos que começarão a circular a partir de fevereiro de 2024. O prefeito Sebastião Melo anunciou também que serão 12 veículos elétricos operando no transporte coletivo no primeiro semestre do próximo ano. Os ônibus elétricos e os carregadores serão adquiridos pelas empresas que operam o sistema com um investimento de R$ 38 milhões, com subsídio do governo municipal. O projeto-piloto com os veículos elétricos começa em fevereiro. Os carros adquiridos são das marcas Marcopolo e Caio/Eletra, as mesmas que estão trazendo seus veículos para teste. Com o projeto-piloto, haverá redução na emissão de gases de 84,3 toneladas por mês e 1 mil toneladas por ano.

Em fase de testes, a partir de fevereiro, os usuários de duas linhas contarão com ônibus elétrico. Foram apresentados, no sábado, os dois veículos que ficarão em Porto Alegre por 60 dias a partir do começo da operação nas ruas, mediante chamamento público publicado em julho deste ano pela secretaria municipal de mobilidade. Os dois ônibus promovem uma redução na emissão de gases poluentes de 128 toneladas por ano. São das empresas Marcopolo e Caio/Eletra, nas cores verde e lilás. "O país começa a eletrificar a frota gradativamente e contribuímos com esse processo ao investir ativamente no desenvolvimento de produtos e de componentes para a produção de veículos mais sustentáveis", comentou o diretor de operações comerciais do mercado interno e marketing da Marcopolo, Ricardo Portolan. O gerente comercial da Eletra, Silvestre Sousa, por sua vez, salientou que o uso dos ônibus elétricos elimina totalmente a contaminação direta ao meio ambiente com a diminuição de emissão de gases que são prejudiciais à saúde da população.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 22 Julho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/