SWA, do Paraná, incorpora Matheus Soluções

A aquisição da então concorrente foi consolidada em novembro
Carrenho, Scalabrin e Pagani: crescimento da SWA Sistemas é contemporâneo ao processo recente de expansão do ensino superior no Brasil

De Medianeira, no oeste do Paraná, a SWA avança no mercado brasileiro de sistemas na área da educação e acaba de dar mais um passo com o objetivo de figurar entre as cinco maiores do país. A empresa assumiu no último mês as operações da Matheus Soluções – Sistemas de Gestão Escolar, de Curitiba. Com isso, deve elevar seu faturamento anual para a casa dos R$ 7 milhões.

Fundada em 1999, a Matheus Soluções se destaca pela experiência com escolas de idiomas e plataformas de educação à distância (EAD). As soluções da SWA Sistemas são fornecidas a instituições de ensino em 22 unidades da federação, atendendo mais de 500 mil estudantes. A empresa nasceu em 2006, depois de ser incubada pelo campus em Medianeira da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), pela qual Leandro Scalabrin se graduou.

A aquisição da então concorrente foi consolidada em novembro. Com a compra, a SWA Sistemas, cujas soluções já atendem pelo menos 5% dos estudantes do ensino superior em todo o Brasil, amplia sua abrangência para instituições de outros níveis e modalidades de ensino. "Com essa aquisição, avançamos no processo de consolidação no mercado de educação", afirma o fundador e CEO da SWA Sistemas, Leandro Scalabrin, ao Portal AMANHÃ.

O crescimento da SWA é contemporâneo ao processo recente de expansão do ensino superior no Brasil. De acordo com o último Censo da Educação Superior, do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), em 15 anos o número de instituições cresceu 30%, chegando a 2.608. A quantidade de matriculados, no mesmo período, mais que dobrou, saindo de 4,1 milhões em 2004 para 8,6 milhões em 2019. Nesse cenário, a SWA projeta manter a sua taxa anual de crescimento, de 30%, segundo Scalabrin, para os próximos cinco anos.

A marca Matheus Soluções será mantida, bem como sua operação continuará independente. Contudo, um novo conselho de diretores e um modelo de governança similar ao da SWA Sistemas constituem mudanças já implementadas. "Assim, para 2022, por meio da fusão, o grupo se coloca como agente transformador do mercado de educação, construindo um ecossistema de tecnologias voltadas à profissionalização da gestão educacional, com expertise e tecnologias mais avançadas e inovadoras", projeta Scalabrin.

ERP Acadêmico, aplicativo do estudante, secretaria digital, plataforma de pagamentos on-line, sistema bibliotecário e business intelligence (gerência, análise de mercado e consultoria) são os produtos e as soluções da SWA Sistemas, que agora são acrescidos ao leque de opções da Matheus Soluções, que incluem gestão de escolas de idiomas, esportivas, franquias, plataformas EAD, entre outras. "Há uma sinergia muito grande entre os produtos das duas empresas", aponta o sócio da SWA Sistemas, Rafael Pagani. Além de Pagani, o grupo tem como sócio Lincoln Carrenho.

Quer saber mais sobre negócios do Sul?
Receba diariamente a newsletter do Grupo AMANHÃ. Faça seu cadastro aqui e, ainda, acesse o acervo de publicações do Grupo AMANHÃ.

Veja mais notícias sobre Negócios do SulEmpresaParaná.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 01 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/