Mercado de imóveis usados cresce no Sul no primeiro semestre

Santa Catarina é o principal destaque da região
O Paraná foi o terceiro estado que se destacou em número de visitas e propostas, perdendo apenas para São Paulo e Rio de Janeiro

Dados compilados pelo PMI (Painel do Mercado Imobiliário) produzido pela plataforma de serviços Kenlo revelam que o mercado de imóveis usados registrou crescimento acelerado no Sul até junho. Santa Catarina foi o principal destaque da região, pois obteve um avanço de 142,1% no primeiro semestre em relação a igual período de 2020.

"O mercado de usados em Santa Catarina fechou o primeiro semestre deste ano ligeiramente acima do patamar em que se encontrava no final de 2020, se considerarmos o mercado aquecido e de juros mais baixos naquela ocasião, podemos dizer que as oportunidades parecem não ter sido comprometidas com o cenário inflacionário no período seguinte e os negócios foram concretizados", explica Denise Ghiu, especialista de mercado da área de inteligência da Kenlo.

Já no Paraná a evolução foi inferior à média do restante do país. De acordo com o mesmo estudo, o estado registrou alta de 74,3% em negócios fechados no período, mas a média nacional subiu 110%. Apesar disso, o Paraná foi o terceiro estado que se destacou em número de visitas e propostas, perdendo apenas para São Paulo e Rio de Janeiro. 

"O Paraná sinaliza um bom momento para o mercado imobiliário neste segundo semestre, pois demonstra o grande interesse no mercado secundário, já que estes eventos tem maior probabilidade de conversão dos negócios", avalia Denise.

Os dados compilados pela plataforma revelam que o mercado de imóveis usados registrou alta de 73,7% no Rio Grande do Sul no primeiro semestre ante igual período de 2020. "O segundo trimestre teve um aumento de 11,9% no número de fechamentos de negócios em relação ao primeiro. Para o número de visitas registradas, que é um indicador importante para os negócios futuros, no entanto, percebemos uma queda de 10,3%, que pode ser explicada pelo início de um cenário inflacionário, quando as famílias tendem a ser mais cautelosas no momento de escolha do seu novo lar", detalha Denise.

PMI
O Painel do Mercado Imobiliário (PMI), criado pelo Kenlo, é uma iniciativa pioneira no Brasil e que proporciona o acompanhamento do mercado de imóveis usados com base em dados obtidos em tempo real, a partir de um ecossistema que contempla 7,2 mil imobiliárias e 44 mil corretores, de todas as regiões do país e que atendem a mais de um milhão de proprietários de imóveis. O PMI reúne uma amostragem do mercado imobiliário secundário de treze estados brasileiros nas cinco regiões.

Quer saber mais sobre indicadores da região Sul?
Receba diariamente a newsletter do Grupo AMANHÃ. Faça seu cadastro aqui e, ainda, acesse o acervo de publicações do Grupo AMANHÃ.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 28 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/

No Internet Connection