Marca catarinense Priori escolhe Curitiba para expansão fora do estado

Com lojas em Joinville, Florianópolis, Jaraguá do Sul e Blumenau, confecção de moda praia, fitness e casual inaugura primeira loja fora de Santa Catarina
Com fábrica instalada em Joinville, berço da confecção criada há 36 anos, a Priori apresenta quatro coleções anuais

Conhecida das catarinenses pela moda praia e fitness de alta qualidade e pelas coleções casuais e atemporais que vestem gerações, a marca de roupas femininas Priori acaba de chegar a Curitiba. A nova loja está instalada em região nobre do comércio curitibano de rua, perto da Praça da Espanha, e é a primeira loja da rede fora do estado de Santa Catarina. A vitrine mostra a coleção atual de primavera verãos, com a assinatura de quase 40 anos de experiência da diretora criativa Maria Odete Penteado, a Detinha. São roupas versáteis e contemporâneas, que permanecem no guarda-roupa tanto pela atemporalidade do design quanto pela qualidade dos tecidos e acabamentos. Peças clássicas como chemises, blazers e vestidos e calças ganham propostas atuais com texturas, estampas e novas formas de uso.

Com fábrica instalada em Joinville, berço da confecção criada há 36 anos, a Priori apresenta quatro coleções anuais com entradas semanais de peças em todas as lojas, sistema que garante novidades contínuas para as consumidoras. "Ao longo dos anos, ficou claro que o perfil das consumidoras da marca é o da mulher madura e bem resolvida, que não se prende a modismos e que exige muita qualidade. A fórmula da durabilidade e versatilidade das criações funcionou. Tenho clientes tão leais que se tornaram amigas. Muitas gostam de contar e até mostrar que ainda têm maiôs e saídas de praia compradas lá na década de 1990", conta Detinha.

Da sacola para a loja
Criada em Joinville (SC), cidade que é referência nacional em confecções e malharias, a Priori é uma empresa familiar. A origem da marca está relacionada ao desafio da recém-formada desenhista industrial de conciliar o trabalho com três filhos pequenos. Para fazer as roupas de praia da filha, Detinha começou a praticar upcycling, utilizando retalhos de tecido das confecções. "Eu sou de uma geração que tem a costura muito presente na vida das mulheres. Ainda criança, eu fazia roupas para bonecas e, mais tarde, minhas próprias fantasias e vestidos de baile e festa. Depois, comecei a fazer os biquínis de retalhos para mãe e filha. E isso acabou definindo o meu destino profissional", lembra Detinha. A prática de costurar para a família evoluiu para uma pequena produção, que era colocada em sacolas para venda nas férias de verão no litoral. Atualmente, a Priori tem sete lojas: duas em Joinville, duas em Florianópolis, uma em Blumenau, uma em Jaraguá do Sul e a mais nova na capital paranaense. A fábrica em Joinville produz 50% de tudo que vai para as lojas. O restante é confeccionado por costureiras locais.

Voo curitibano
Com 36 anos de história e o mercado de Santa Catarina conquistado, a escolha por Curitiba para o crescimento fora de Santa Catarina foi quase natural no processo de expansão da Priori. "Curitiba tem um mercado forte e pessoas que valorizam a moda. Também é uma cidade famosa pelo perfil exigente dos consumidores. Saber que estamos prontos para esse mercado nos encorajou a trazer a marca para o Paraná. E abrir mais lojas no estado está nos nossos planos", conclui Pedro Moritz Penteado, diretor administrativo da rede. Foi ele quem escolheu cuidadosamente o ponto, em um dos quadriláteros mais movimentados do Batel.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 26 Fevereiro 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/