Sidebar Menu

Com R$ 1 milhão de investimento em modernização, Alto da XV Mall é o mais novo shopping de Curitiba

Centro comercial ocupa prédio do extinto PolloShop, fechado em abril
A previsão é que o empreendimento gere 1 mil empregos diretos e outros 5 mil indiretos

Fechadas em abril, as portas do extinto PolloShop – que por 25 anos foi o principal centro de compras da populosa região norte de Curitiba – reabriram nesta semana sob nova marca. O Alto da XV Mall leva o nome do bairro em que está localizado, e que por sua vez faz referência à região mais elevada da rua XV de Novembro, que segue até o centro da cidade e inclui a emblemática Rua das Flores.

Aberto em pleno período de isolamento social, embora numa fase menos severa, o empreendimento é administrado pela Argo Desenvolvimento & Gestão e controlado pela Cia. Iguaçu de Armazéns, dona do imóvel. O investimento anunciado é de R$ 1 milhão e a previsão é de gerar 1 mil empregos diretos e outros 5 mil indiretos.

Cerca de 70% das lojas já estão abertas e outros 15% começam a trabalhar em novembro. Ainda há espaços em negociação entre as 160 operações, número menor do que o do shopping anterior, que reunia 220 espaços. A praça de alimentação foi revitalizada, com inserção de novas operações e nivelamento de piso, favorecendo a visualização de todos os restaurantes.

Fabiano Bussi, diretor de operações da Argo, diz que as mudanças modernizaram as instalações. "Há mais luz, corredores mais largos, praça de alimentação espaçosa e completa." O Alto da XV Mall se posiciona como "um shopping com variado mix de lojas que têm a intenção premissa de oferecer bom custo-benefício e praticidade aos clientes. Com apenas um piso, o empreendimento conta com quase 200 espaços para lojistas e praça de alimentação e um estacionamento com mais de 100 vagas".

A crise do antecessor
As dificuldades do PolloShop, cujo nicho era a faixa C de renda, se agravaram com a pandemia da Covid-19 e ganharam corpo com uma demanda judicial iniciada há três anos para revisão do valor do aluguel do imóvel pertencente à Cia. Iguaçu de Armazéns, que tem sede no Rio de Janeiro, e que agora reabre a operação comercial com outro administrador.

Veja mais notícias sobre EmpresaNegócios do SulParaná.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 03 Dezembro 2020

Imagem do Captcha


Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/

No Internet Connection