Fed mantém juros entre 5,25% e 5,5% ao ano

É o maior índice em mais de duas décadas
O Banco Central dos EUA não espera que seja apropriado reduzir o intervalo da meta até que tenha maior confiança de que a inflação está a evoluir de forma sustentável para 2%.

O Federal Reserve (Fed, o Banco Central dos Estados Unidos) anunciou nesta quarta-feira (1) que decidiu manter a taxa de juros no intervalo entre 5,25% e 5,5% ao ano. Esta é a sexta pausa consecutiva após o início do ciclo de aperto monetário, que teve início em março de 2022. Os juros estão nesse nível em mais de 20 anos. A decisão já era esperada pelo mercado financeiro. "Indicadores recentes sugerem que a atividade económica continuou a expandir-se a um ritmo sólido. Os ganhos de emprego permaneceram fortes e a taxa de desemprego permaneceu baixa. A inflação diminuiu ao longo do ano passado, mas permanece elevada. Nos últimos meses, não houve progressos adicionais em direção ao objetivo de inflação de 2% perseguida por esse comitê", descrevem os membros do FOMC (Federal Open Market Committee, que significa Comitê Federal de Mercado Aberto, do Fed).

"O comitê não espera que seja apropriado reduzir o intervalo da meta até que tenha maior confiança de que a inflação está a evoluir de forma sustentável para 2%. Além disso, o comitê continuará a reduzir as suas participações em títulos do Tesouro e dívida de agências e títulos garantidos por hipotecas de agências. A partir de junho, o comité abrandará o ritmo de declínio das suas participações em títulos, reduzindo o limite máximo de resgate mensal de títulos do Tesouro de US$ 60 bilhões para US$ 25 bilhões", informa o comunicado do Fed (clique aqui para ler o documento na íntegra, em inglês).

Veja mais notícias sobre MundoEconomia.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 14 Junho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/