BC norte-americano eleva juros em 0,75 ponto percentual

Este foi o quarto aumento consecutivo feito pelo Federal Reserve
Os membros do Fed afirmam que enxergam que os aumentos contínuos da taxa de juros tendem a ser suficientes para retomar a inflação ao nível de 2% ao ano ao longo do tempo

O Federal Reserve (Fed), o banco central norte-americano, anunciou nesta quarta-feira (2) que decidiu elevar a taxa básica de juros em 0,75 ponto percentual, para a faixa de 3,75% a 4%, em linha com aquilo que era esperado pelo mercado. Este foi o quarto aumento consecutivo desta magnitude e a quinta alta implementada no ano.

"Os ganhos de emprego foram robustos nos últimos meses e a taxa de desemprego permaneceu baixa. A inflação permanece elevada, refletindo desequilíbrios de oferta e demanda relacionados à pandemia, preços mais altos de alimentos e energia e pressões mais amplas sobre os preços", relatam os membros do Comitê Federal de Mercado Aberto (FOMC, na sigla em inglês).

"A guerra da Rússia contra a Ucrânia está causando enormes dificuldades humanas e econômicas. A guerra e os eventos relacionados estão criando uma pressão ascendente adicional sobre a inflação e estão pesando sobre a atividade econômica global. O Comitê está altamente atento aos riscos inflacionários", completam.

Os membros do Fed também afirmam que enxergam que os aumentos contínuos da taxa de juros tendem a ser suficientes para retomar a inflação ao nível de 2% ao ano ao longo do tempo e que levarão em consideração o aperto acumulativo e os atrasos que a política monetária tende a ter na atividade econômica e na inflação. O colegiado declarou que continuará a monitorar de perto os dados macroeconômicos do país, pois estão "altamente atentos aos riscos de inflação".

Veja mais notícias sobre MundoEconomia.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 22 Abril 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/