Ibovespa fecha 2023 com valorização de mais de 20%

Foi a maior alta na Bolsa de Valores desde 2019
Em dezembro, o índice somou alta de mais de 5%, no oitavo mês de subida em 2023

O índice referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa, encerrou o pregão desta quinta-feira (28), o último de 2023, em queda de 0,01% aos 134.185 pontos, pouco abaixo de seu recorde histórico de fechamento, que ocorreu ontem (27), aos 134.193 pontos. No ano, o índice subiu mais de 20% – em 2 de janeiro, no primeiro pregão do ano, o Ibovespa fechou a 106.376 pontos. Essa é a maior alta anual desde 2019.

Em dezembro, o índice somou alta de mais de 5%, no oitavo mês de subida em 2023. Somente em fevereiro (-7,5%), março (-3%), agosto (-5%) e outubro (-3%), o Ibovespa acumulou queda. O mês de 2023 em que o índice teve sua maior alta acumulada foi novembro, com ganho de 12,5%, o melhor desempenho mensal em três anos. O Ibovespa é o principal indicador de desempenho das ações negociadas na B3 e reúne as empresas mais importantes do mercado de capitais brasileiro. A composição do índice é reavaliada a cada quatro meses, com as ações mais negociadas e com maior volume financeiro do mercado de capitais.

A moeda norte-americana subiu em relação com o real no último pregão do ano. O dólar fechou em alta de 0,11%, cotado a R$ 4,8322. O dólar recuou 8,08% em 2023, a maior queda anual desde 2016, segundo levantamento do Broadcast. No fechamento de 2022, a divisa dos EUA era negociada a R$ 5,2780. Nesse sentido, o real intensifica a valorização já registrada em 2022. Naquela ocasião, o dólar fechou o ano com queda de 5,32% em relação ao real.

Com Agência Brasil e Redação da B3

Veja mais notícias sobre Bolso & BolsaBrasilMercado de Capitais.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 14 Junho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/