Catarinense Hering rejeita proposta de fusão feita pela Arezzo

Companhia revelou que negócio não atende ao melhor interesses dos acionistas
A Cia. Hering é a 62ª maior empresa da região e também a 15ª maior de Santa Catarina, de acordo com o ranking 500 MAIORES DO SUL

A catarinense Hering informou que recebeu na semana passada uma carta da Arezzo com uma proposta não vinculativa para a potencial combinação de negócios. De acordo com a companhia sediada em Blumenau, o conselho de administração, com assessoria do BR Partners Banco de Investimento e do escritório Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados, decidiu, por unanimidade, rejeitar a proposta, por considerar que ela não atende ao melhor interesse dos acionistas e da própria empresa. A Arezzo teria oferecido cerca de R$ 3,3 bilhões pela Hering, cujo valor de mercado é de aproximadamente R$ 2,8 bilhões. 

"Conforme já informado no release de resultados do quatro trimestre de 2020, a companhia pretende seguir na execução do seu plano estratégico que combina construção de marcas, expansão e integração de canais, e modernização do supply chain, com foco no cliente e na sustentabilidade. Em conjunto com a busca por crescimento orgânico, a empresa continuamente analisa oportunidades inorgânicas e manterá seu programa de recompra de ações aprovado pelo conselho de administração, em reunião realizada em 18 de agosto de 2020", revela o comunicado ao mercado feito pela Cia. Hering. 

A Cia. Hering é a 62ª maior empresa da região e também a 15ª maior de Santa Catarina, de acordo com o ranking 500 MAIORES DO SUL, publicado por AMANHÃ com o apoio técnico da PwC. Leia o anuário completo clicando aqui, mediante pequeno cadastro.

Veja mais notícias sobre EmpresaMercado de CapitaisSanta Catarina.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 28 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/

No Internet Connection