Salgado Filho retoma embarque e desembarque de passageiros

Base Aérea de Canoas terá operações ampliadas a partir desta semana
Os serviços de check-in, embarque e desembarque, que atualmente estão sendo efetuados no terminal ParkShopping Canoas, migrarão para o aeroporto da capital gaúcha

Depois de reabrir, no dia 11 deste mês, as operações do terminal de cargas, para o recebimento e retirada de mercadorias por transporte rodoviário, o aeroporto internacional Salgado Filho retomará o procedimento de embarque e desembarque de passageiros na primeira quinzena de julho. Os voos continuarão sendo realizados no aeródromo militar até que a pista de pouso e decolagem do Salgado Filho seja liberada. Os serviços de check-in, embarque e desembarque, que atualmente estão sendo efetuados no terminal ParkShopping Canoas, migrarão para o aeroporto da capital gaúcha. Essa operação contempla a utilização de parte do terminal de passageiros que não foi impactada pela enchente e possibilita viabilizar embarque, desembarque e procedimentos de segurança para um número maior de passageiros, considerando o incremento de voos projetados para a Base Aérea de Canoas.

Ampliação da malha aérea
A Base Aérea de Canoas aberta ao tráfego aéreo comercial desde o dia 22 de maio, terá suas operações aéreas ampliadas nos próximos dias. Graças ao trabalho conjunto realizado pelo Ministério de Portos e Aeroportos, Ministério da Defesa, Casa Civil, Secretaria Extraordinária de Apoio à Reconstrução do Rio Grande do Sul, Agência Nacional de Aviação Civil, Fraport e companhias aéreas, o aeródromo militar passará de 5 para 7 voos diários, tornando um aumento de 70 para 98 movimentos semanais, entre pousos e decolagens, com complemento de voos entre 17h35 e 21 horas. A ampliação das operações foi possível a partir da instalação de torres de iluminação e revisão da estrutura operacional da Base Aérea. Com isso, serão viabilizadas novas posições para voos noturnos no local. Os novos horários foram validados pelo Comando da Aeronáutica e pela Anac. Atualmente, a operação emergencial em Canoas contempla voos realizados pelas companhias Azul, Gol e Latam. A Base Aérea de Canoas é um dos nove aeródromos escolhidos pelo governo federal para absorver parte da malha aérea operada no aeroporto Internacional Salgado Filho, na capital gaúcha, fechado por tempo indeterminado em decorrência das enchentes que afetaram o estado.

Veja mais notícias sobre InfraestruturaBrasilRio Grande do Sul.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 21 Julho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/