Governo estuda prorrogação antecipada da Malha Sul

Rumo já demonstrou interesse em renovar concessão

O governo vai começar a discutir a prorrogação antecipada da concessão ferroviária da Malha Sul, da paranaense Rumo, que expira em 2028. A informação foi confirmada pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, após participar de evento na Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp), na capital paulista nesta quinta-feira (13). A notícia foi veiculada na edição on-line do jornal Valor Econômico de hoje. A ideia é similar ao que foi feito com a Malha Paulista, que também é da Rumo, cujo prazo venceria em 2028 e que agora deve rever o contrato de prorrogação a ser assinado em 13 de março. De acordo com Freitas, a concessionária já demonstrou ter interesse da renovação na Malha Sul.

"A ideia é trazer uma carga enorme de investimento recuperando dois ramais importantes para o Rio Grande do Sul, o de Cruz Alta e o ramal de Uruguaiana que atendem o agronegócio, o oeste do Rio Grande do Sul". Detalhou. "A gente liga essas duas cidades até o porto do Rio Grande, cria linha direta para exportação do agronegócio gaúcho. Faz a repotencialização de toda a linha do Rio Grande do Sul, passando por Santa Catarina, Paraná e indo até o terminal de Sumaré, em São Paulo", explicou.

Com isso será possível ligar todo o tronco sul ao resto do Brasil, já que a Malha Paulista chega a Sumaré e está ligada à Ferronorte e à Norte-Sul. "Vai poder pegar uma carga de contêiner na Zona Franca de Manaus, desembarcar em Marabá, embarcar em ferrovia e chegar de ferrovia até Porto Alegre", detalhou, recordando que esse tronco Sul vai se conectar à Ferroeste, em Cascavel (PR). Ainda de acordo com o ministro, há conversas com o governo do Paraná para estender essa concessão até o Mato Grosso do Sul. "E lá na frente, chegar até o Paraguai. Vamos tirar carne dos portos argentinos e levar para o Paranaguá", exemplificou. 

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 07 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/