CCR vence leilão do trecho Sul da BR-101

Certame marca o início de uma série de concessões federais em SC

O Grupo CCR venceu o leilão de concessão do trecho Sul da BR-101, em Santa Catarina. O grupo ofereceu a menor tarifa de pedágio, R$ 1,97012, com 62,04% de deságio sobre a tarifa máxima de R$ 5,19. Foram concedidos 220 quilômetros entre os municípios de Paulo Lopes (SC) e a divisa com o estado do Rio Grande do Sul. O primeiro leilão de rodovias deste ano foi realizado nesta sexta-feira (21) na B3, Bolsa de Valores, em São Paulo, e durou pouco mais de 20 minutos. Foram apresentadas três propostas. As outras duas foram a do Consórcio Way-101, que ofereceu R$ 4,35985 de tarifa, com deságio de 16% e a da EcoRodovias, que apresentou tarifa de R$ 2,51016, com 51,63% de deságio.

O edital prevê, entre outras obras, novas vias marginais, novas faixas adicionais, melhorias de acessos, adequações de faixas de aceleração/desaceleração, pontos de ônibus, canalizações de tráfego e implantação de passarelas. Além disso, a concessão vai permitir o desenvolvimento do turismo da região, pois a BR-101, em Santa Cataria, dá acesso às praias mais importantes do estado, como a Praia do Rosa, Ferrugem, Balneário Camboriú, Bombinhas, entre outras.

O trecho concedido engloba os municípios catarinenses de Paulo Lopes, Garopaba, Imbituba, Laguna, Pescaria Brava, Capivari de Baixo, Tubarão, Treze de Maio, Jaguaruna, Sangão, Içara, Criciúma, Maracajá, Araranguá, Sombrio, Santa Rosa do Sul e São João do Sul. A concessão deverá gerar quase 4 mil empregos, com previsão de retorno de R$ 645 milhões aos municípios, por meio da arrecadação da alíquota de Imposto Sobre Serviços (ISS).

A concessão vai assegurar investimentos expressivos na infraestrutura de Santa Catarina, avalia o presidente da Federação das Indústrias (Fiesc), Mario Cezar de Aguiar. "Temos muito o que celebrar. A Fiesc já previa um deságio, que, inclusive, está em linha com o praticado no trecho norte. A CCR é uma empresa experiente no setor e ofereceu uma tarifa adequada à competitividade do estado. Tudo indica que fará uma ótima gestão da rodovia, que é estratégica para Santa Catarina e para o país", afirma. Aguiar lembra que o Grupo CCR já está instalado no Rio Grande do Sul, na BR-101 (Osório – Torres), e avalia que isso foi importante para viabilizar a proposta apresentada.

O leilão do trecho sul da BR-101 marca o início de uma série de concessões federais de empreendimentos de infraestrutura de transportes no estado de Santa Catarina. Ainda em 2020, serão repassados à iniciativa privada os aeroportos Ministro Victor Konder, em Navegantes, e Lauro Carneiro de Loyola, em Joinville, durante a 6ª rodada de concessões aeroportuárias, com leilão previsto para o quarto trimestre do ano. Em 2021, haverá a concessão da BR-470/282/153 (Navegantes à divisa com o Rio Grande do Sul) e, em 2022, será a vez da BR-282, também em Santa Catarina, entre a BR-101, em Palhoça, e o entroncamento com a BR-470, em Campos Novos.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 07 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/