Antaq anuncia Mada Araújo como vencedora da disputa pelo Porto de Itajaí

Empresa irá operar as áreas destinadas à movimentação e armazenagem de carga conteinerizada e carga geral por 24 meses
Empresa ofereceu movimentação mínima equivalente a 44 mil contêineres por mês

A Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) aceitou nesta terça-feira (21) o recurso da Mada Araújo Asset Management contra sua desclassificação da disputa pela concessão da operação do terminal de contêineres do Porto de Itajaí. Assim, a empresa foi declarada vencedora do leilão e ganhou o direito de operar a estrutura pelo prazo de dois anos. Há nove dias, o Conselho das Federações Empresariais de Santa Catarina (Cofem) pediu urgência na assinatura do contrato de arrendamento transitório do Porto de Itajaí. A entidade alegou que a paralisação do terminal já afeta a economia do município e do estado, indicando que cada contêiner movimentado promove um giro na economia de R$ 4 mil a R$ 5 mil.

No leilão, ocorrido em setembro, A Mada Araújo ofertou uma movimentação mínima equivalente a 44 mil contêineres por mês. A vencedora irá operar as áreas destinadas à movimentação e armazenagem de carga conteinerizada e carga geral por 24 meses, sem a possibilidade da rescisão do contrato antes desse período. Durante a vigência do arrendamento transitório, o governo federal planeja lançar o edital definitivo para o arrendamento dos quatro berços do Porto de Itajaí à iniciativa privada. O arrendamento definitivo será de 35 anos, mantendo a autoridade portuária pública e municipal. O terminal está sem operação desde o fim de junho, quando chegou ao fim o contrato com a APM Terminals, que administrava a estrutura há mais de 20 anos.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 26 Fevereiro 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/