Sidebar Menu

Saiba quem são as Campeãs da Inovação do Sul

Pódio tem no topo a Whirlpool, seguida pela Dell e a Prati-Donaduzzi
No total, mais de 150 organizações e empresas se inscreveram para o prêmio

Em sua 17ª edição, o ranking de inovação pioneiro no jornalismo econômico brasileiro traz uma novidade. A multinacional Whirlpool encabeça a lista, depois de duas edições. A empresa sediada em Joinville (SC) desbancou a Nidec, atual sexta colocada. Para os gestores do IXL-Center, a Whirlpool tem demonstrado muita consistência em inovação ao longo dos últimos anos, mas nesta edição alguns quesitos jogaram a favor dela. "A Whirlpool sempre esteve entre as empresas mais inovadoras do Sul e a diferença entre as que ocupam os primeiros lugares é muito tênue.Neste ano, observamos que a Whirlpool se destacou em recursos aplicados, ferramentas de gestão, processos e alinhamento da estratégia de negócios e inovação, uma soma de fatores que levou a companhia à liderança", resume Fernando Onosaki, sócio-diretor do IXL-Center, parceiro técnico de AMANHÃ na pesquisa. Completam o pódio a também multinacional Dell, de Eldorado do Sul (RS), e a Prati-Donaduzzi, de Toledo (PR).

Nesta edição o estudo também se fortaleceu. No total, mais de 150 organizações e empresas se inscreveram para o prêmio. Para o IXL-Center, a variedade de empresas de serviços e indústrias tem tornado o ranking mais competitivo, pois o uso do ferramental de inovação tende a se estender por toda uma cadeia que parte da produção e passando pela distribuição até chegar nos clientes. "Essa diversidade aumenta a credibilidade do ranking, pois permite comparar as inovações adjacentes entre essas diferentes empresas", ressalta Alexandre Chang, diretor do IXL-Center (veja o ranking das 50 campeãs ao final desta reportagem).

Atenta a essas diferentes nuances de uso da pesquisa e desenvolvimento nos mais diferentes segmentos, AMANHÃ também apresenta as campeãs em cinco categorias especiais: Ensino & Pesquisa (liderada pela PUCRS, seguida por Unisinos, Unisul, Feevale e UCS); Estatais & Filantrópicas (vencida por Sanepar, seguida por Banrisul, BRDE, Corsan e Hospital Pequeno Príncipe); Startups (liderada por Franq Openbank, seguida por Fácil Consulta, Aquarela Analytics, Eco Têxtil e Terramares Soluções Ambientais); MPEs (vencida por Kemia, seguida por Way2 Tecnologia, Sirros Iot, Super Cérebro e AGPR5) e Entidades Empresariais, item que estreia nesta edição e revela como organizações também semeiam inovação. A campeã foi a Associação Catarinense de Tecnologia (Acate), sendo seguida por SESI RS, Sindilojas Porto Alegre, Instituto Desenvolver e ADVB-RS.

Metodologia
A pesquisa tem o objetivo de fazer com que cada companhia possa medir seu grau de inovação e se comparar tanto com empresas do mesmo setor como de outros. A forma de participar é simples. AMANHÃ disponibiliza em seu portal (www.amanha.com.br) e em suas diferentes plataformas e redes sociais o link do questionário, que é de livre acesso. Companhias que não têm sede no Paraná, em Santa Catarina ou no Rio Grande do Sul, podem se inscrever, desde que registrem suas unidades regionais. O mesmo vale para as multinacionais. As perguntas, formuladas em inglês, são de preenchimento rápido, dinâmico e intuitivo. Em cerca de 40 questões, os gestores revelam como a companhia trabalhou aspectos como estratégia e recursos voltados à inovação. Em alguns dos questionamentos, é necessário que a empresa descreva com minúcia alguns processos internos. A dimensão de maior peso no estudo é aquela que mostra os resultados que a inovação trouxe para os negócios. Os questionários são processados na Central do IXL-Center, em Cambrigde, na região metropolitana de Boston, nos Estados Unidos.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 17 Junho 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/

No Internet Connection