Todo produto precisa de tecnologia

Uma boa operação é essencial na Renovigi
Os kits geradores fotovoltaicos estão entre os produtos da companhia catarinense

Com o projeto aprovado no início de 2021 para instalação da base avançada de um Big Data de geração e consumo de energia de seus clientes no Parque Tecnológico de Chapecó é possível compreender o posicionamento de mercado que a Renovigi vem construindo. A criação do núcleo visa no médio prazo servir de ferramenta estratégica para a empresa. No ano passado, 1% da receita foi aplicada diretamente em pesquisa e desenvolvimento de novos produtos e serviços. Entre eles, os kits geradores fotovoltaicos, principal produto da companhia, e um dos que mais deram retorno ao caixa nos últimos dois anos. Porém, o maior aporte foi reservado para aprimorar a rede B2B.

Gustavo Martins, presidente do conselho de administração da Renovigi, explica que a plataforma permite fazer desde simulações iniciais de projetos até toda gestão de pós-venda junto aos clientes, trazendo uma experiência de gestão ativa. "Os avanços nesse projeto continuam. Vamos propor inovações incrementais", vislumbra. A empresa chapecoense entende que é preciso equacionar software (produto) e hardware (tecnologia), ou seja, parcela dos serviços oferecidos são consequência de uma boa operação. "Parte do investimento é para otimização de processos internos, com inovação para a gestão, e outra fatia é voltada para inovação incremental das soluções ofertadas atualmente a rede de parceiros", conta o executivo.

Esse conteúdo integra a edição 337 de AMANHÃ que revelou quem são as empresas mais inovadoras do Sul. Clique aqui para acessar a publicação on-line, mediante pequeno cadastro.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 28 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/

No Internet Connection