Vendas disparam mais de 60% na Lojas Renner

A cadeia de varejo com sede no Sul passou de prejuízo a lucro no primeiro trimestre
Lojas Renner nota maior intensificação do ritmo das vendas em abril

O primeiro trimestre de 2022 se caracterizou por um crescimento robusto de vendas de 63% versus 2021 e 35% ante 2019 e já com número de transações positiva nesta comparação, informou a Lojas Renner em seu relatório trimestral. A companhia também registrou lucro de R$ R$ 191,6 milhões entre janeiro e março, revertendo prejuízo de R$ 147,7 milhões de um ano antes (veja os principais números da varejista na tabela ao final desta reportagem).

"Iniciamos o ano com algumas incertezas relativas à pandemia, em função da variante Ômicron, o que impactou o fluxo, nas primeiras semanas de janeiro. No entanto, a partir da redução do número de casos, vimos rapidamente uma evolução na mobilidade e, como consequência, nas vendas. Desta forma, tivemos um trimestre com aceleração sequencial nos meses, cujo ritmo se intensificou ainda mais em abril", relata a companhia.

"Além da maior mobilidade, a boa aceitação da coleção outono-inverno também contribuiu para o ganho relevante de share no período. Adicionalmente, a performance de vendas, aliada à otimização dos estoques integrados, bem como o uso de dados em nossos processos têm contribuído para níveis de remarcações alinhados aos menores patamares históricos. Estas melhorias de produtividade compensaram quase na totalidade os desafios de câmbio e inflação de matérias-primas e fretes, favorecendo a dinâmica de margem bruta, em níveis similares ao de 2019", informa a empresa.

No trimestre, os investimentos foram menores ante o igual período de 2021, essencialmente em razão da redução em novas lojas e centros de distribuição. Entre janeiro e março os aportes somaram R$ 114,7 milhões, bem menos da metade do total investido no mesmo intervalo do ano passado (R$ 264 milhões). "Em função da postergação de novas lojas em 2020, houve a concentração excepcional de inaugurações no primeiro semestre de 2021. Já no primeiro semestre deste ano haverá uma normalização do cronograma de inaugurações, o que gerou um menor nível de desembolsos", explica a companhia.

A Lojas Renner é a 16ª maior empresa da região e também a quinta maior do Rio Grande do Sul, de acordo com o ranking 500 MAIORES DO SUL, publicado pelo Grupo AMANHÃ com o apoio técnico da PwC. Leia o anuário completo clicando aqui, mediante pequeno cadastro.

Quer saber mais sobre empresas do Sul?
Receba diariamente a newsletter do Grupo AMANHÃ. Faça seu cadastro aqui e, ainda, acesse o acervo de publicações do Grupo AMANHÃ.

Veja mais notícias sobre EmpresaRio Grande do Sul.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 29 Junho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/