Com Curitiba em segundo, cidades do Sul são destaque em ranking de startups

Região conta com quatro municípios entre os dez melhores para o empreendedorismo inovador 

O Sul conta com quatro cidades entre as dez melhores para o fomento de startups. Curitiba manteve a posição de segunda melhor cidade do Brasil para startups, conforme o Startup Ecosystem Index Report 2022, divulgado nesta terça-feira (31) em evento online global a partir de Israel. O relatório mundial, feito pelo instituto israelense StartupBlink analisa o número de startups, a qualidade delas e o ambiente de negócios. São Paulo ocupa o primeiro lugar no país, mas as cidades do Sul são destaque. Além da vice-liderança da capital paranaense, a lista tem Porto Alegre em quinto, Florianópolis em sexto e Joinville em nono. Maringá (PR) em 18º lugar, Blumenau (SC) na 20ª posição, Londrina (PR) em 21º e São Leopoldo (RS) na 22ª colocação também fazem parte da lista.

Coincidentemente, Curitiba, Joinville, Florianópolis, Porto Alegre e Caxias do Sul firmaram no começo de maio um acordo de cooperação para criar o Tech Road, programa de atração de investimentos em tecnologia e inovação para as cidades do Sul, como anunciou o Portal AMANHÃ. "O relatório comprova que o Sul do Brasil é uma potência em inovação, tecnologia e nova economia. Temos um cenário muito promissor para startups e queremos alavancar ainda mais a região, com nossos ecossistemas trabalhando em parcerias como o Tech Road", destaca Cris Alessi, presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação.

A StartupBlink é um centro de pesquisa referência internacional que faz o mapeamento em 1 mil cidades em 100 países, avaliando os ecossistemas de inovação para startups em todo o mundo em quesitos como ambiente de inovação, de negócios e qualidade das empresas de tecnologia. No ranking mundial São Paulo ocupa a 16ª posição. Curitiba ficou na 141ª neste ano, melhorando três lugares em relação ao ano passado.

O ecossistema de startups de Curitiba se destaca, segundo o estudo internacional, em segmentos como comércio eletrônico/varejo, transportes, hardware e Internet das Coisas (IoT). As startups Contabilizei, uma plataforma de contabilidade e gestão empresarial, e Leadlovers, de marketing digital, são apontadas como notáveis. Curitiba também é mencionada como berço de unicórnios, as startups avaliadas em 1 bilhão de dólares.

Os três unicórnios brasileiros fora de São Paulo estão em Curitiba. O Ebanx é líder em serviços de processamento de pagamentos de compras; o MadeiraMadeira é a maior plataforma de produtos para casa da América Latina; e o Olist oferece serviços de e-commerce para colocar pequenos vendedores em grandes vitrines on-line. O relatório também destaca como referências nacionais MadeiraMadeira, Contabilizei e Contraktor, startup curitibana que criou uma plataforma digital para negociação de contratos.

O Startup Ecosystem Index Report faz o ranking dos melhores ecossistemas para startups a partir de algoritmos que analisam dezenas de milhares de dados em startups, aceleradoras e espaços de coworking listados no mapa do ecossistema de inicialização global StartupBlink, bem como dados recebidos dos parceiros globais, como Crunchbase, Semrush, Meetup, Coworker e FindAble. Por fim, o StartupBlink aproveita os dados coletados de mais de 50 mil membros em toda a comunidade Global StartupBlink. A Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação é parceira institucional da StartupBlink e colabora com o levantamento. Durante a live de divulgação nesta terça, o diretor técnico da Agência, Paulo Krauss, apresentou o ecossistema Vale do Pinhão.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 12 Agosto 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/