Sidebar Menu

Vinho inicia 2021 mais barato no Sul

Movimento pode ajudar a elevar consumo da bebida
Curitiba e Porto Alegre registraram deflação da bebida em janeiro

O ano de 2021 trouxe uma boa nova para os consumidores de vinho da região Sul. A bebida apresentou queda de 3,6% em Curitiba e retração de 0,3% em Porto Alegre, capital que teve o reajuste mais alto em 2020, de acordo com o IBGE (veja os principais indicadores por cidade, compilados pelo Cepas & Cifras, na tabela ao final deste post).

Caso o movimento de baixa se concretize durante o ano, o fato pode ajudar a encorpar as vendas da bebida. No ano passado, o Brasil alcançou um recorde ao comercializar 28 milhões de litros. "Enquanto o mercado cresceu 31%, os vinhos finos brasileiros avançaram 76%, fato inédito na última década", informa Andreia Gentilini Milan, membro do conselho da ABS-Brasil e uma das atuais diretoras da ABS-RS. O vinho de mesa foi outro fenômeno marcante em 2020. O incremento de vendas foi de 51,8 milhões de litros de vinhos de mesa consumidos no ano passado – avanço de 19%, atingindo a marca de 225,3 milhões de litros. "O desafio é manter o mesmo nível de consumo ao longo deste ano e fazer com que a frequência se mantenha especialmente durante o inverno, período de maior procura desse tipo de produto", avalia Andreia.

No Brasil, porém, o vinho apresentou ligeira alta de 0,1% no mês passado. O maior avanço foi registrado quando a bebida é consumida fora de casa (lembrando que, pela metodologia empregada, esse item é pesquisado apenas na cidade do Rio de Janeiro). O fato segue uma tendência verificada com maior velocidade a partir do quarto trimestre do ano passado, com o retorno dos restaurantes que tiveram de tentar recuperar suas margens cobrando mais pelos rótulos. Os donos de bares e restaurantes não poderiam fazer o mesmo com os pratos, já que os produtos encareceram muito no ano que foi marcado pela quarentena. Além do mais, muitos estabelecimentos têm reduzido o volume de ofertas em suas cartas de vinho, justamente para cortar custos.

Veja mais notícias sobre BrasilEconomia.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 18 Abril 2021

Imagem do Captcha


Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/

No Internet Connection