Número de brasileiros endividados alcança recorde em abril

Crise provocada pela pandemia segue comprometendo orçamento
Consumidores ampliaram as dívidas feitas por meio do cartão de crédito

O número de famílias endividadas no País alcançou o recorde histórico em abril – igualando o nível de agosto do ano passado. A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), aponta que o percentual de brasileiros com dívidas chegou a 67,5% no mês, altas de 0,2 ponto percentual em relação a março de 2021 (a quinta seguida) e de 0,9 ponto percentual em relação a abril de 2020.

Por outro lado, segue-se observando o oposto com relação à inadimplência: pelo oitavo mês consecutivo, o percentual entre as famílias que têm dívidas em atraso caiu, alcançando 24,2% em abril, 1,1 ponto percentual abaixo do apurado no mesmo período de 2020. A parcela dos brasileiros que declararam que não terão condições de pagar contas ou dívidas e que permanecerão inadimplentes também caiu ligeiramente, na passagem mensal, para 10,4%, mas teve alta de 0,5 ponto percentual em relação a abril passado.

O aumento no endividamento era esperado, uma vez que o índice vinha crescendo nos últimos meses, diante dos impactos da pandemia na renda dos consumidores. Apesar da nova complementação emergencial do governo e de haver uma melhora na geração de vagas, no mercado de trabalho formal, ele explica que a regularização de dívidas costuma demandar mais tempo.

Tanto as famílias de maior renda quanto as de menor renda ampliaram as dívidas feitas por meio do cartão de crédito, de acordo com a pesquisa de abril. A modalidade de pagamento atingiu o recorde histórico de 80,9% do total de famílias. Cheque especial e crédito consignado também se destacaram entre as modalidades mais procuradas na passagem mensal, assim como os financiamentos de casa e carro, pela elevada liquidez e juros ainda baixos.

Veja mais notícias sobre EconomiaBrasil.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 01 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/