Desenrola Pequenos Negócios renegociou mais de R$ 200 milhões em dívidas no Sul

Ao menos 30 mil clientes em todo país já adotaram a iniciativa
Ao todo, a região registrou, até o dia 12 de junho, 4.119 clientes, que foram responsáveis pelo fechamento de 6.274 contratos

Mais de 4 mil clientes da região Sul renegociaram suas dívidas por meio do Desenrola Pequenos Negócios, iniciativa do governo federal lançada em maio. Ao todo, a região registrou, até o dia 12 de junho, 4.119 clientes, que foram responsáveis pelo fechamento de 6.274 contratos, que por sua vez resultaram em um volume negociado de R$ 200,3 milhões. Ao menos 30 mil clientes em todo país já adotaram a iniciativa. Os números foram apresentados pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban). Veja todos os dados no infográfico ao final desta reportagem.

O programa possibilita a renegociação de dívidas não quitadas até 23 de janeiro deste ano. Podem participar empresas com faturamento anual de até R$ 4,8 milhões. A iniciativa foi desenvolvida pelo governo federal com base na experiência na Faixa 2 do Desenrola para pessoas físicas. A abrangência do programa, presente em todos os estados, garante que o apoio chegue a empreendedores de diferentes regiões e impulsione o desenvolvimento local. A iniciativa para auxiliar pequenos negócios a superar dificuldades financeiras conta com a participação das principais instituições financeiras do país. São sete bancos participantes, que representam 73% do total da carteira de crédito de micro e pequenas empresas nacionais. Para aderir, o microempreendedor ou pequeno empresário deve contatar a instituição financeira onde tem a dívida. As condições e prazos para a renegociação serão definidos pelas instituições participantes e poderão ser acessados pelos canais de atendimento oficiais, como agências, internet ou aplicativos móveis.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 21 Julho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/